Nenê reclama de violência e diz que SP "poderia ter ganhado"

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • AGUSTIN MARCARIAN/REUTERS

    Tricolor reclamaram muito de expulsão de Rodrigo Caio e de faltas dos argentinos

    Tricolor reclamaram muito de expulsão de Rodrigo Caio e de faltas dos argentinos

O São Paulo estreou na Copa Sul-Americana empatando em 0 a 0 contra o Rosario Central na noite desta quinta-feira. Nenê foi um dos destaques da equipe, com três boas chances de gol -  incluindo uma bola na trave - e mostrando personalidade para segurar a bola no ataque quando o time ficou com um jogador a menos com a expulsão de Rodrigo Caio. O veterano ainda precisou lidar com o técnico do time argentino, Leo Fernández.

Os dois discutiram durante a partida e o árbitro precisou intervir. Nenê explicou o ocorrido em entrevista ao SporTV ainda no gramado do estádio Gigante de Arroyito: "Se ele fala pra chegar firme é uma coisa, mas falar para bater não é legal. O árbitro viu depois que eu reclamei e falou com ele. Eu continuei meu trabalho". 

Assista aos melhores momentos da partida.

Apesar de ter ficado mais de um tempo com um a menos, o Tricolor foi o mais consciente com a bola no pé e não caiu na pilha dos jogadores do Rosario, que passaram a se irritar com a arbitragem. As melhores trocas de passes e as chances mais claras foram são-paulinas. Um cenário que faz Nenê até lamentar o fato de não ter conseguido abrir o placar. 

"A gente poderia ter ganho, fomos muito bem. Com um a menos não baixamos a cabeça, continuamos com intensidade, postura e nosso futebol de qualidade. O resultado foi bom pelas circunstâncias. E corremos pelo Rodrigo, não foi justa a expulsão", exaltou Nenê, que viu o árbitro pressionado a "aliviar" para o São Paulo depois da pressão pelo vermelho ao zagueiro: "Acredito que ajudou um pouco".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos