Botafogo só empata com Audax, mas avança na Sul-Americana

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Luciano Belford/AGIF

O Botafogo quase se complicou nos minutos finais, mas segurou o empate por 1 a 1 com o Audax Italiano, em partida com gols de Matheus Fernandes e Cabrera, e avançou para a segunda fase da Copa Sul-Americana - clique e confira os melhores lances. Os cariocas venceram o primeiro jogo por 2 a 1.

Com a vaga na mão, o time de Alberto Valentim aguarda o sorteio para saber quem será o rival pela próxima fase. Após a missão cumprida, a equipe volta suas atenções para o Brasileiro. Na segunda, o Botafogo recebe visita do Fluminense, às 20h, no Nilton Santos.

O melhor: Matheus Fernandes

Aos 19 anos, o volante criado na base alvinegra vem ganhando espaço no Botafogo. A noite foi dele nesta quarta-feira: além de ter garantido a classificação, o golaço de Matheus Fernandes também foi o primeiro dele na carreira profissional.

Ele quase marcou novamente aos 26 do segundo tempo, quando se viu frente a frente com Peric. No entanto, ao tentar tirar do goleiro, Matheus acabou tocando para fora. Vale lembrar que Reinaldo, seu pai, criou uma escolinha apenas para que o filho pudesse se desenvolver no futebol.

O pior: Jefferson

Além de ter cometido pênalti não marcado em Tarifeño - segundos depois de a arbitragem ignorar um impedimento que paralisaria o lance -, o goleiro também não foi bem no empate do Audax: o chute de Cabrero aos 40 minutos do segundo tempo acertou o meio do gol e parecia defensável.

Primeiro tempo ruim

Com a vantagem construída no Chile, o Botafogo entrou em campo em ritmo lento. O Audax, por sua vez, tentou adiantar a marcação, mas também tinha dificuldade para ameaçar tramar jogadas.

O técnico Alberto Valentim pediu mais velocidade e o time só deu seu primeiro sinal de vida aos 14, quando Gilson cruzou uma bola perigosa. Um pouco depois, uma ajuda da arbitragem: Jefferson derrubou um jogador do time chileno dentro da área, mas Michael Espinoza ignorou. Para "sorte" do juiz, o bandeira ignorou impedimento antes da falta do goleiro.

O Botafogo até teve um controle maior da posse de bola, acertou a marcação, mas não conseguiu dar trabalho algum a Peric. Na chance mais clara alvinegra na etapa inicial, Valencia deu um único chute do Botafogo no alvo em 45 minutos. Muito pouco futebol no fraco primeiro tempo no Rio.

Botafogo evolui, mas perde chances

Ao contrário do marasmo do primeiro tempo, a etapa final começou mais corrida. Muito mais ligado, o Botafogo criou boas oportunidades com Renatinho e Brenner. E a postura alvinegra foi logo premiada. Aos 13, Matheus Fernandes acertou bonito chute e abriu o placar.

Placar que poderia ter ficado mais elástico aos 20 minutos do segundo tempo, quando Kieza recebeu de Rodrigo Lindoso e rolou a bola para Luiz Fernando, que pegou de primeira e carimbou a trave de Peric. Posteriormente, aos 37, foi a vez de Kieza desperdiçar uma chance incrível.

Juiz enrolado

O peruano Michael Espinoza não teve noite das mais felizes no Rio de Janeiro. Ignorou impedimento em lance que resultou em pênalti não marcado para o Audax e não conseguiu mais controlar o jogo: inverteu faltas, não teve os mesmos critérios e desagradou os dois times.

Sem reencontro

Fora do time chileno por questões disciplinares, o atacante uruguaio Loco Abreu não pode atuar nesta quarta-feira. Ele é o maior artilheiro do Nilton Santos, mas não reencontrou o clube pelo qual fez história.

BOTAFOGO 1 x 1 AUDAX ITALIANO

Data e hora: 9/05/2018, quinta-feira, às 21h45 (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos, no Rio de Janeiro
Árbitro:  Michael Espinoza (PER)
Auxiliares: Michael Orue (PER) e Stephen Atoche (PER)
Gols: Matheus Fernandes, aos 13 minutos do segundo tempo (Botafogo); Cabrera, aos 40 do segundo (Audax)
Cartões amarelos: Brenner, Jefferson, Joel Carli (BOT), Crovetto, Bosso (AUD)
Cartões vermelhos:

Botafogo
Jefferson; Marcinho, Carli, Rabello e Gilson; Lindoso, Matheus Fernandes, Valencia (Kieza), Renatinho e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão); Brenner (Jean)
Técnico: Alberto Valentim

Audax Italiano-CHI
Peric; Bosso, Fernández (Escobar) e Crovetto; Bosso, Cabrera, Cornejo (Jeraldino), Vásquez, Martinez e Carrasco; Tarifeño (Ledezma)
Técnico: Juan Ribera

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos