! Sevilla perde para o Getafe, mas se garante na final da Copa do Rei - 10/02/2010 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Campeonato Espanhol
 
10/02/2010 - 21h04

Sevilla perde para o Getafe, mas se garante na final da Copa do Rei

Do UOL Esporte
Em São Paulo
  • Luís Fabiano passou em branco na derrota para o Getafe, mas o Sevilla se garantiu na decisão

    Luís Fabiano passou em branco na derrota para o Getafe, mas o Sevilla se garantiu na decisão

Em atuação apagada de Luis Fabiano, o Sevilla garantiu nesta quarta-feira a sua classificação para a final da Copa do Rei da Espanha , apesar da derrota frente ao Getafe, por 1 a 0, fora de casa. Na partida de ida, em Sevilha, a equipe dos brasileiros Adriano e Renato havia vencido os madrilenhos por 2 a 0. O grande nome do jogo foi o goleiro do Sevilla Palop, que fez pelo menos cinco grandes defesas na partida, a última delas aos 48min do segundo tempo, em chute cheio de curva de Boateng.

O Sevilla agora espera o resultado da partida desta quinta-feira entre Atlético de Madri e Racing para conhecer o seu adversário na grande final. No primeiro confronto, a equipe madrilenha venceu por 4 a 0 e pode perder por até três gols de diferença para se classificar.

Precisando vencer por dois gols para levar a partida para os pênaltis, o Getafe não se intimidou perante ao Sevilla e começou pressionando. Logo aos 5min, Soldado recebeu na costa da zaga e tocou por cima de Palop, que conseguiu desviar com a ponta dos dedos. Essa, aliás, foi a principal tônica do jogo: o camisa 9 da equipe madrilenha levando perigo ao gol adversário.

Aos 7min, a zaga do Sevilla falhou e a bola sobrou para Soldado, que mandou na trave. Na volta, Romanic ergueu o pé acima de sua cabeça para tirar de voleio, em cima da linha do gol. A equipe do atacante Luis Fabiano só deu seu primeiro chute a gol, sem perigo, aos 16min, com Perotti. Antes disso, o Getafe já havia criado pelo menos quatro novas chances de gol, parando sempre na boa atuação de Palop.

A equipe da casa dominava a partida, mas tinha dificuldades em mandar a bola para as redes. Exemplo disso foi o lançamento de Miguel Torrez, aos 33min, que Manu cabeceou rente ao travessão. Do lado do Sevilla, Luis Fabiano era pouco acionado, a bola não chegava, e quando o atacante da seleção brasileira tentava algo, parava sempre no bom posicionamento da zaga adversária.

Depois de pressionar durante todo o primeiro tempo, o Getafe foi recompensado com o gol no começo da segunda etapa. Com 7min, Mané cruzou da esquerda e Soldado, que lutou o jogo todo, escorou no primeiro pau para abrir o placar. Sabendo que precisava de dois gols no mínimo, a equipe da casa continuou no ataque e quase empatou cinco minutos depois, novamente com Soldado, mas Palop voltou a salvar o Sevilla. A cena se repetiu aos 21min, mas mais uma vez o goleiro espanhol salvou.

Limitando-se a marcar no campo de defesa e sem nenhum poder de criação, o Sevilla só criou a primeira boa oportunidade no jogo aos 35min, segundos depois de Luis Fabiano, apagado, ser substituído por Kanouté, mas Navas chutou por cima do gol. O lance acordou a equipe dos brasileiros Adriano e Renato.

Segurando a bola mais no ataque, o Sevilla conseguiu equilibrar o jogo a partir da saída de Luis Fabiano, mas foi o Getafe que criou as melhores oportunidades do final da partida. Aos 45min, Palop saiu mal do gol, a bola sobrou para Casquero, fora da área, bater sem goleiro, para fora. No último lance da partida o goleiro do Sevilla voltou a fazer milagre e defendeu lindo chute com curva, rasteiro, de Boateng.

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host