! Messi marca 40º gol na temporada, Barça vence Real e vai à ponta do Espanhol - 10/04/2010 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Campeonato Espanhol
 
Daniel Ochoa de Olza/AP

Messi e Pedro (d) garantem a vitória por 2 a 0 do Barcelona no Santiago Bernabéu

10/04/2010 - 18h52

Messi marca 40º gol na temporada, Barça vence Real e vai à ponta do Espanhol

Do UOL Esporte
Em São Paulo*

Após a atuação de gala na vitória por 4 a 1 sobre o Arsenal pela Liga dos Campeões, Lionel Messi afirmou que seria difícil repetir o feito no clássico. Mas a fase é tão boa que o melhor jogador do mundo marcou seu 40º gol na temporada no triunfo do Barcelona por 2 a 0 sobre o rival Real Madrid, neste sábado. Com o resultado, os blaugranas assumem a liderança isolada do Campeonato Espanhol, a sete rodadas para o fim.

  • Dani Pozo/AFP

    Atual melhor do mundo, Messi faz pelo Barça e leva a melhor sobre antecessor C. Ronaldo, do Real

  • JuanJo Martón/EFE

    Brasileiro Marcelo (e), do Real, vê os compatriotas D.Alves e Maxwell, do Barça, saírem com triunfo

As duas equipes iniciaram a 31ª rodada com 77 pontos, mas o Real Madrid levava a melhor no saldo de gols (57 a 56) e liderava. O primeiro critério de desempate é o confronto direto, mas só é levado em consideração após a realização dos dois jogos. Na primeira partida, o Barcelona venceu por 1 a 0 e, por isso, tinha a vantagem do empate neste sábado, no Santiago Bernabéu.

Para o duelo decisivo, os dois times sofreram com importantes desfalques. O brasileiro Kaká segue se recuperando de contratura muscular e não defende o Real Madrid desde o dia 10 de março. Do lado do Barcelona, o treinador Josep Guardiola não contou com o atacante Zlatan Ibrahimovic e Eric Abidal, ambos lesionados.

Mesmo sem uma de suas principais contratações, o Real Madrid colocou em campo a esperança de salvar a temporada, já que foi eliminado da Liga dos Campeões e da Copa do Rei. Após gastar cerca de 260 milhões de euros, o clube tem apenas no Espanhol a possibilidade de levantar uma taça, mas precisa contar com tropeço da equipe catalã.

"O Barcelona é superior ao Real Madrid", afirmou Messi. "Foi uma partida muito dura. Nós respeitamos muito. Mas nós aproveitamos as chances que tivemos. A equipe mereceu mais uma vez", finalizou.

Após o minuto de silêncio em homenagem às vítimas do acidente aéreo que matou o presidente polonês Lech Kaczynski, o Real Madrid iniciou a partida disposto a reverter a condição favorável do rival e foi mais agressivo. Os anfitriões conseguiram neutralizar o forte esquema ofensivo do Barcelona, mas encontravam dificuldade em chegar com perigo à meta de Victor Valdés.

O duelo particular de brasileiros não aconteceu,  já que lateral-direito Daniel Alves atuou como meia no Barcelona e evitou o embate com o lateral-esquerdo Marcelo, do Real Madrid. Maxwell também começou o confronto entre os titulares de Guardiola. A partir dos 10min, os merengues que até pressionavam, mas passaram a ceder mais espaços ao rival. Xabi Alonso matou um contra-ataque do time catalão e foi advertido com cartão amarelo. Na sequência, Xavi foi calçado e pediu pênalti, mas a arbitragem assinalou falta.

Melhor do mundo em 2008, Cristiano Ronaldo era a principal aposta do Real Madrid para obter sua 13ª vitória consecutiva no Espanhol – a última derrota foi em janeiro para o Athletic Bilbao. O atacante português se movimentava bem e procurou os espaços na defesa rival, mas viu o atual melhor do mundo brilhar. Aos 32min, Lionel Messi abriu o placar para o Barcelona. O argentino tabelou com Xavi, recebeu dentro da área e, ao dominar no peito, limpou a marcação de Albiol e bateu na saída de Casillas.

Os merengues sentiram o gol, não conseguiram reagir e foram para o intervalo em desvantagem. No início do segundo tempo, o Real Madrid novamente estava melhor na partida quando o Barcelona marcou o segundo gol. Um dos principais nomes da partida, Xavi encontrou Pedro na área. O atacante dominou e tocou rasteiro no canto direito de Casillas, aos 10min da etapa final.

O Real ainda chegou com grande perigo em duas oportunidades, mas parou em boas defesas de Victor Valdés. Aos 13min, Van der Vaart recebeu de Guti, que substituiu o brasileiro Marcelo, ficou cara a cara com o goleiro do Barcelona, que impediu a reação merengue. Dez minutos depois, o atacante Cristiano Ronaldo recebeu pela esquerda, arrancou e chutou cruzado em nova defesa do arqueiro visitante.

O Barcelona passou a ter o controle da partida com maior posse de bola. A torcida presente no Santiago Bernabéu ainda vaiou o técnico Manuel Pellegrini em substituições e deixou o estádio antes do fim do jogo. Os comandados de Guardiola administraram a vantagem para repetir a história de 2009, quando os blaugranas golearam por 6 a 2 e encaminharam o título Espanhol.

"Fizemos uma partida muito séria, mas não muito brilhante. Conseguimos manter o controle", analisou o técnico do Barcelona, que ainda defendeu o comandante rival. "77 pontos com o Real Madrid. O trabalho de Pellegrini é escandaloso de bom", completou.

*Atualizado às 20h11

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host