! Concorrente de Özil, Kaká é defendido por Mano, ex-atletas e até patrocinador - 17/08/2010 - UOL Esporte - Futebol
UOL Esporte Campeonato Espanhol
 
Julien Warnard/AFP

Kaká operou o joelho na Bélgica e só deve voltar aos gramados em três meses e meio

17/08/2010 - 12h12

Concorrente de Özil, Kaká é defendido por Mano, ex-atletas e até patrocinador

Gustavo Franceschini
Em São Paulo

Kaká não deve jogar pelo Real Madrid pelos próximos três meses e meio e agora vê seu clube contratar o alemão Mesut Özil para o meio-campo. Com forte concorrência e no estaleiro, o brasileiro é defendido por Mano Menezes, ex-atletas e até a Gillette, patrocinadora com quem tem contrato até o fim do ano.

ÖZIL CHEGA AO R. MADRID

  • O Real Madrid atestou a chegada do meia alemão Özil, destaque da seleção de seu país durante a última Copa. O atleta é mais uma opção de Mourinho para a meia, além dos recém-contratados Di Maria e Canales e o próprio Kaká.

As manifestações de apoio aconteceram antes do clube espanhol anunciar a chegada do alemão, destaque da seleção de seu país na Copa do Mundo. Na última segunda, em evento realizado em São Paulo, Kaká e suas lesões foram assuntos recorrentes na conversa com a imprensa.

Bebeto e Cafu, presentes no encontro, minimizaram as dores sentidas por Kaká durante a Copa do Mundo. Ambos defenderam que nunca estiveram 100% em suas carreiras profissionais e que o convívio com problemas do tipo é normal. Mano foi pelo mesmo caminho.

“No esporte de alto rendimento você sempre sofre. Não é saúde, é uma agressão ao organismo, e muitas vezes você convive com isso”, disse o treinador da seleção.

A polêmica sobre a condição física de Kaká ganhou força na semana passada. O meia confirmou, em entrevista ao jornal Marca, que recebeu duas infiltrações para jogar a Copa do Mundo. Questionado sobre sua posição a respeito de um atleta que precisa de intervenções do tipo, Mano foi taxativo.

“Às vezes nós não temos informações precisas quando estamos de fora. Existem infiltrações e infiltrações, o [José Luis, médico da seleção] Runco mesmo explicou. Eu já disse. Não tenho condição de dar opinião médica. Eu confio, ou não, no médico. E no Runco eu confio”, disse o treinador.

Kaká foi operado recentemente do joelho esquerdo, e a previsão inicial era de quatro meses longe dos gramados. Quando voltar, o brasileiro, contratado a peso de ouro pelo Real Madrid na última temporada, terá de recuperar seu espaço diante da concorrência de Özil, Di Maria e Sergio Canales, outras reforços recentes do clube.

Mesmo diante desse cenário conturbado, Kaká segue prestigiado pela Gillette, uma de suas principais patrocinadoras pessoais. Durante o evento da última segunda, os executivos da marca reforçaram várias vezes que o meia segue como um de seus principais garotos-propaganda, apesar da presença de Ganso e Neymar na festa.

O contrato entre as partes termina no fim de 2010, e a renovação ainda não foi discutida. “Geralmente nós tratamos uns dois ou três meses antes. Temos de dar apoio a ele em todos os momentos, nos bons e nos ruins”, disse José Cirilo, diretor de marketing da Gillette.
 

Placar UOL no iPhone

Hospedagem: UOL Host