Atlético impõe 1ª derrota a Real de Zidane, que vê título ficar distante

Do UOL, em São Paulo

O Atlético de Madri manteve neste sábado a "freguesia" recente sobre o Real Madrid no Campeonato Espanhol. Com um gol de Griezmann no segundo tempo, o time de Diego Simeone fez 1 a 0 em pleno Santiago Bernabéu e impôs a primeira derrota ao rival sob o comando de Zinedine Zidane – até então, haviam sido seis vitórias e dois empates com o treinador francês.

O resultado é desastroso para as pretensões de título do Real. Com 26 rodadas jogadas, o time estacionou nos 54 pontos e viu o Atlético subir para 58 na segunda posição. O líder Barcelona, com 63, entra em campo neste domingo, em casa, contra o Sevilla.

Esta foi a sexta partida seguida em que o Atlético não perde do rival no Espanhol – a última vitória do Real Madrid no clássico pelo campeonato nacional foi em maio de 2013. Também foi a terceira temporada consecutiva em que o Atlético triunfa no Bernabéu.

Atlético controla bem um Real sem inspiração

Mesmo fora de casa, o Atlético começou o jogo marcando em cima e dificultando as coisas para o Real – Augusto Fernández bateu com perigo para fora aos 10 minutos. O time da casa foi entrando aos poucos na partida, mas só conseguiu criar na bola parada: Varane cabeceou uma para fora, e Cristiano Ronaldo parou no goleiro Oblak em cobrança de falta.

Com sua já conhecida fórmula de aplicação coletiva na marcação e velocidade no contra-ataque, o Atlético sempre foi mais eficaz no jogo. O time visitante teve duas ótimas chances de abrir o placar no fim do segundo tempo, mas Keylor Navas fez boas defesas em chutes de Griezmann e Koke.

Jogando mal e com seus jogadores criativos apagados, o Real Madrid sofreu o gol aos 8 minutos do segundo tempo. Griezmann puxou contragolpe, trocou passes com Filipe Luís dentro da área e finalizou de primeira, no contrapé de Navas.

Melhor ataque do Campeonato Espanhol, o Real foi incapaz de furar a melhor defesa. Discreto no jogo, Cristiano Ronaldo teve a melhor oportunidade do segundo tempo de cabeça, mas desviou fraco e no meio do gol, facilitando para Oblak.

Zidane mexeu e tentou – Isco, James Rodríguez e Benzema deram lugar a Lucas Vázquez, Jesé e Borja Mayoral –, mas não foi o dia do Real Madrid. Já o Atlético mantém mais vivo o objetivo de desafiar o Barcelona por um título que parece cada vez mais decidido em favor do time catalão.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos