Neymar "impede" marca histórica de Messi e Barcelona apenas empata

Do UOL, em São Paulo

A partida que era para ter um sabor especial para Lionel Messi acabou tendo um gosto amargo após a boa atuação do Villareal. Na partida em que o atacante argentino poderia atingir a marca de 450 gols pelo clube catalão e seu 500º gol na carreira, quem roubou a cena foi o "submarino amarelo", que teve bom desempenho e conseguiu arrancar um empate em 2 a 2 contra o Barcelona.

Apesar de todo favoritismo no início da partida, o primeiro lance já mostrou que a tarde talvez não fosse ser favorável para o Barcelona: Trigueiros quase abriu o placar com menos de um minuto após cruzamento da esquerda. O atleta subiu mais alto que a defesa do Barça e cabeceou no canto direito de Bravo, que não alcançou a bola. Após a pelota rolar por cima da linha, o goleiro chileno conseguiu segurar a bola e impedir o gol dos donos da casa.

No entanto, Rakitic estava ligado na partida para colocar o Barcelona em vantagem. Após desperdiçar chute aos 10 minutos, o meia croata aproveitou cobrança de falta na área de Lionel Messi e, após confusão na área, completou para o fundo da rede de Asenjio, abrindo o placar para o Barcelona.

Aos 40 minutos, foi a vez de Lionel Messi demonstrar generosidade e abrir mão de tentar marcar seu gol histórico pelo Barcelona: o atacante enfiou a bola em profundidade para Neymar, que tentou driblar o goleiro Asenjo, acabou desarmado, mas o árbitro viu penalidade na jogada. O brasileiro foi para a cobrança no lugar do argentino e, de cavadinha, marcou o segundo gol catalão.

No segundo tempo, o Barcelona voltou mais relaxado do intervalo, tentando tocar a bola para administrar a vantagem. Mas em rápido contra-ataque, Denis Suarez conseguiu invadir a área catalã e bater forte. Bravo deu rebote e a bola acabou sobrando para Bakambu, livre, descontar o placar e marcar seu 11º gol no Campeonato Espanhol. No lance seguinte, Mathieu, que havia acabado de entrar, perdeu a bola e Bakambu quase empatou a partida.

O gol acordou o Barcelona, que quase ampliou no lance seguinte: Messi abriu na ponta esquerda para Neymar, que invadiu a área, cortou a marcação de dois jogadores e bateu forte, mas o goleiro Asenjo fez a defesa.

Mas o Villarreal parecia disposto a não decepcionar os torcedores que lotaram o estádio Madrigal. Em cobrança de escanteio, a bola acabou desviando em Mathieu e entrou no gol de Bravo, igualando o placar da partida.

O Barcelona bem que tentou o gol que decretaria a virada, mas esbarrou no forte sistema defensivo dos rivais e na falta de pontaria de Ratikic, que desperdiçou a última chance clara de gol aos 38 minutos do segundo tempo ao chutar por cima do gol. 

UOL Cursos Online

Todos os cursos