Barça pede pênalti e Real Madrid tem gol anulado em arbitragem polêmica

Do UOL, em São Paulo

Apesar da abundância de craques dos dois lados, a arbitragem que roubou a cena no clássico entre Barcelona e Real Madrid deste sábado, que terminou 2 a 1 para Cristiano Ronaldo e companhia. E os dois lados saíram irritados. Entre os donos da casa, a reclamação foi grande por um suposto pênalti não marcado em Messi. Entre os merengues, a bronca foi com um gol anulado de Bale, que poderia ter dar dado uma vitória mais tranquila para a equipe.

A pressão constante no trio de arbitragem comandado por Alejandro Hernandez reflete o que foi o jogo. Ao contrário de outros clássicos recentes, o duelo deste sábado foi marcado por muito confronto físico, excesso de faltas e até algumas discussões entre os jogadores dos dois times.

O primeiro momento de polêmica ocorreu entre Lionel Messi e Sergio Ramos. Na entrada da área do Real, o argentino tentou um corte e foi parado pelo zagueiro espanhol. O Barcelona pediu pênalti, mas o árbitro entendeu que não foi nada e mandou seguir.  O mesmo Sergio Ramos voltaria a aparecer no segundo tempo, quando Suárez sofreu falta na intermediária. Como ele já tinha amarelo, os catalães pediram o vermelho, não atendidos pelo juiz.

A partir daí, a reclamação mudou de lado. Depois do empate de Benzema, um cruzamento da esquerda parou nas costas de Jordi Alba. Bale subiu com o lateral do Barça, venceu e marcou de cabeça, mas o lance foi anulado sob alegação de falta do jogador galês. O lance irritou muito o Real Madrid, que àquela altura podia virar o marcador em um momento-chave do clássico.

O 2 a 1, no entanto, só viria quando o time já estava com dez. Depois de Sergio Ramos finalmente ser expulso, o Real surpreendeu o Barcelona com Cristiano Ronaldo aproveitando uma falha de Daniel Alves para virar o placar e garantir a vitória fora de casa. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos