"Fominha", C. Ronaldo brilha e se mantém na briga pela Chuteira de Ouro

do UOL, em São Paulo

Se poupar para uma decisão na Liga dos Campeões ou entrar em campo com uma equipe praticamente reserva do Real Madrid contra um time modesto? Quando o assunto é Cristiano Ronaldo pode ter certeza que a segunda opção será sempre a correta. Neste sábado, ele não quis saber de ficar no banco de reservas e comandou o clube merengue na goleada por 4 a 0 sobre o Eibar: fez gol, distribuiu assistências e se manteve firme na briga pela Chuteira de Ouro.

Só para se ter um ideia de quanto Ronaldo é "fominha", o português esteve em campo em todos os minutos de todas as 32 partidas do Campeonato Espanhol até agora. Nem mesmo um jogo importante pela Liga dos Campões - como a decisão das quartas de final contra o Wolfsburg na próxima terça - foi capaz de deixá-lo fora do confronto deste sábado. Zidane poupou mais de meio time, mas o camisa 7 esteva em campo. E provou, mais uma vez, seu valor.

Formando um trio de ataque com Lucas Vázquez e Jesé, Ronaldo foi decisivo: deu assistências para os dois jovens atacantes e ainda deixou sua marca após receber um passe açucarado de Jesé. Assim, o português chega aos 30 gols marcados nesta temporada pelo Campeonato Espanhol, igualando Jonas, do Benfica, e Higuaín, do Napoli, na liderança pela Chuteira de Ano.

Como se esse número já não fosse suficiente, essa ainda é a sexta temporada seguida que Cristiano Ronaldo atinge a marca de 30 ou mais gols no Espanhol. Nas últimas cinco, ele anotou 40, 46, 34, 31 e 48, respectivamente.

Se analisarmos toda a temporada do português no Real Madrid, o que já parece ótimo vira espetacular. Além dos 30 gols pelo Espanhol, Ronaldo marcou outros 13 pela Liga dos Campões, atingindo a incrível marca de 43 gols em 41 partidas em 2015/16, ou seja, mais de um gol de média por jogo.

UOL Cursos Online

Todos os cursos