Messi faz gol 500, mas Barcelona para em Diego Alves e amplia crise

Do UOL, em São Paulo

 

O Barcelona já entrou em campo pressionado, pois Real Madrid e Atlético de Madrid jogaram antes, venceram e ficaram na sua cola na tabela do Campeonato Espanhol. E outra vez o time catalão decepcionou, pois perdeu para o Valencia por 2 a 1 em casa e ficou em situação delicada. Messi até fez o 500º gol da carreira, mas foi parado pelo goleiro brasileiro Diego Alves, que também evitou gols de Neymar e Rakitic. 

O Barcelona ainda é líder, mas o Atlético de Madrid tem os mesmos 76 pontos. O time catalão só está na frente por ter vantagem nos confrontos diretos. O Real Madrid também está mais vivo do que nunca na briga, com 75. O Valencia está em 12º lugar no Campeonato Espanhol, com 40 pontos.

O primeiro tempo terminou 2 a 0 para o Valencia e ficou marcado por dois personagens: Diego Alves e Sergi Roberto. O brasileiro se destacou com defesas incríveis. Messi ficou frente a frente com ele, mas parou no goleiro. Messi acertou um bom chute de fora da área, mas parou no goleiro. Messi conseguiu até cabecear com perigo para o gol, mas parou no golero. Nem Neymar conseguiu superá-lo, pois seu toque de cobertura parou na elasticidade do goleiro.

Já Roberto se destacou negativamente. Substituto do brasileiro Daniel Alves na direita, ele jogou mal, tanto que os dois gols do Valencia saíram no seu setor. Primeiro, aos 25min, o brasileiro Guilherme Siqueira foi lançado em suas costas, tentou cruzar, mas um desvio em Rakitic mandou a bola para o gol. Depois, aos 45min, Parejo tocou para Mina nas costas de Roberto e assim saiu o segundo gol do Valencia.

O Barcelona voltou melhor para o 2º tempo, mas mostrou muita ansiedade na hora de definir as jogadas. Coube ao craque do time ter tranquilidade suficiente para fazer o primeiro gol, aos 18min, seu 500º gol na carreira. Ele estava sem marcar há cinco jogos pelo Barcelona, mas aproveitou um toque rasteiro de Jordi Alba e mandou a bola para a rede.

Mas mesmo assim Diego Alves seguiu como protagonista da partida, pois fez outra defesa difícil, com muito reflexo, após finalização de Rakitic de dentro da área. Os últimos dez minutos foram de pressão total do Barcelona, mas o Valencia se compactou na frente da área, travou chutes dos adversários e poderia até ter feito outros gols em contra-ataques perigosos. Piqué teve a melhor chance de fazer o gol do empate aos 44min, mas perdeu feio. Assim Valencia garantiu a surpreendente vitória e agravou de vez a crise do Barça.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos