Suárez cita "confiança" ao explicar por que deixou Neymar bater pênalti

Do UOL, em São Paulo

A exemplo do que já tinha acontecido no meio de semana, Luis Suárez voltou a marcar quatro gols em uma mesma partida. A atuação inspirada neste sábado comandou a goleada do Barcelona por 6 a 0 sobre o Sporting Gijón e o fez chegar ao topo da tabela de artilheiros do Campeonato Espanhol, com 34 gols marcados -- três a mais do que Cristiano Ronaldo.

"Não era meu objetivo ganhar o Pichichi", admitiu Suárez, referindo-se ao prêmio que o jornal espanhol "Marca" dá a cada temporada para o artilheiro da competição. "Se vier, será bem-vindo. Mas a prioridade é ganhar o título", completou. 

Dois destes quatro gols saíram em cobranças de pênaltis. O atacante uruguaio poderia até ter balançado as redes uma vez mais, mas um outro pênalti marcado em favor do Barcelona foi cobrado por Neymar, único do trio ofensivo da equipe que ainda não havia marcado até então. O brasileiro converteu e conseguiu deixar sua marca. 

"Mais do que qualquer outra coisa é uma questão de confiança. Se cada um sentir que ajuda a equipe, todo mundo será beneficiado", afirmou Suárez sobre o fato de brasileiro ter batido o pênalti.

UOL Cursos Online

Todos os cursos