CR7 brilha contra Valencia, Real assume 2º lugar e ainda sonha com título

do UOL, em São Paulo

Mesmo com alguns desfalques e uma escalação diferente da que está acostumado a entrar em campo, o Real Madrid fez bem sua lição de casa e ainda segue vivo na briga pelo título do Campeonato Espanhol. Neste domingo, no Santiago Bernabéu, a equipe comandada por Zinedine Zidane não deu chances ao Valencia, venceu por 3 a 2 e, de quebra, ainda aproveitou o vacilo do Atlético de Madri para assumir a vice-liderança da competição nacional.

Com gols de Cristiano Ronaldo, duas vezes, e Benzema, o Real emplacou sua 11ª vitória seguida no torneio, somando, assim, 87 pontos, ainda um atrás do líder Barcelona, que venceu o Espanyol no clássico da Catalunha. Quem vacilou foi o Atlético de Madri, que perdeu para o Levante e está fora da briga pelo título.

Apesar das quatro mudanças na equipe titular – Keylor Navas, Pepe e Carvajal deram lugar a Kiko Casilla, Varane e Danilo, além de Gareth Bale poupado com uma leve entorse no joelho -, o Real Madrid foi muito superior ao Valencia, com mais posse de bola e o dobro de oportunidades criadas e chutes ao gol na etapa inicial.

Depois de parar em Diego Alves em uma chance clara de gol, Cristiano Ronaldo foi o responsável por abrir o placar. Aos 25min, o português recebeu na entrada da área, cortou para a perna direita e bateu cruzado, no canto do goleiro brasileiro, que, dessa vez, nada pôde fazer.

Em vantagem no marcador, o Real cresceu após o gol, mas levou um grande susto. Na cara de Casilla, Alcácer preferiu o passe para Rodrigo, que se jogou na bola, mas não conseguiu desviar. A bola, então, sobrou para Cancelo, que, com o gol vazio, bateu por cima.

Como diz a famosa expressão do futebol: "quem não faz, toma". E não demorou muito. Cinco minutos depois, aos 41, Ronaldo fez grande jogada e cruzou para Benzema, que, em posição irregular, desviou de primeira e obrigou Diego Alves a fazer uma linda defesa. Na continuação da jogada, mais uma polêmica. O bola ficou viva na área, e o zagueiro Abdennour ficou caído no chão após se chocar com um próprio companheiro. Após dividida de Kroos, a bola acabou novamente nos pés do francês, que estufou as redes enquanto os jogadores do Valencia pediam a anulação do lance.

Na volta do intervalo, o Valencia voltou decidido a diminuir a vantagem rival. E, com uma postura mais ofensiva, conseguiu. Após acertar o travessão em uma cobrança de falta, André Gomes, aos 10min, fez ótima jogada pela esquerda e deixou para Rodrigo acertar um chute forte, sem chance para Casilla.

No entanto, o bom momento não durou muito tempo e, três minutos depois, Cristiano Ronaldo voltou a brilhar. Após linda assistência de James Rodríguez, que foi titular no lugar de Bale, o camisa 7 arrancou em velocidade e, de pé esquerdo, bateu firme para ampliar.

Apesar do banho de água fria, o Valencia não desistiu do jogo e continuou pressionando o Real. Após várias intervenções de Casilla, André Gomes, destaque dos visitantes, marcou um golaço. Aos 35, o meio-campista português dominou pelo lado direito e, de fora da área, acertou um lindo chute no alto, fora do alcance do goleiro espanhol. A reação, no entanto, parou por aí, já que Rodrigo foi expulso três minutos depois e impossibilitou qualquer esperança de empate.

Na última e decisiva rodada do Campeonato Espanhol, domingo (15), o Real Madrid vai até o Riazor enfrentar o Deportivo La Coruña, que apenas cumpre tabela. Para ser campeão, a equipe comandada por Zidane precisa ganhar e torcer por um tropeço do Barcelona fora de casa contra o Granada. Já o Valencia, no meio da tabela, termina sua campanha contra a Real Sociedad.

UOL Cursos Online

Todos os cursos