Barça atropela Betis na estreia do Espanhol com shows de Messi e Suárez

Do UOL, em São Paulo

Com três gols de Suárez e dois de Messi, o Barcelona atropelou o Betis por 6 a 2, no Camp Nou, pela estreia do Campeonato Espanhol 2016/2017, neste sábado (20). O outro gol do time catalão foi marcado pelo turco Arda Turan. Rubén Castro fez os dois dos visitantes.

Entre os seis gols dos mandantes, destaque para o terceiro de Suárez. Aos 36 minutos do segundo tempo, o uruguaio marcou em uma bela cobrança de falta.

É a terceira partida oficial do clube na temporada e o terceiro triunfo conquistado. Nos dois jogos anteriores, a equipe derrotou o Sevilla pela Supercopa da Espanha.

Manu Fernandez/AP
Jogadores do Barcelona celebram gol contra o Betis

Neste sábado, o Barcelona não contou com três jogadores considerados titulares absolutos: Neymar, que está com a seleção brasileira nos Jogos Olímpicos do Rio, além de Iniesta e Mascherano, que se recuperam de lesões. O lateral direito brasileiro Douglas ficou no banco de reservas.

O duelo também pode ter marcado a despedida do goleiro chileno Claudio Bravo do Barça. De acordo com a imprensa espanhola, o atleta está de malas prontas para o Manchester Ciy. O holandês Jasper Cillessen deve chegar do Ajax para substituí-lo.

No próximo domingo (28), o time do técnico Luís Enrique visita o Atlhetic Bilbao. Já o Betis, dois dias antes, recebe o Deportivo La Coruña.

Gols e tensão
Não demorou muito para o Barcelona mostrar sua superioridade e marcar o primeiro gol da partida. Aos 6 minutos, Messi deu um lindo passe para Alba, que achou Arda Turan livre na área. O turco só teve o trabalho de empurrar para a meta de Adán e fazer 1 a 0.

No entanto, ao invés de se abater com o gol sofrido, o Betis conseguiu o empate em um golaço de falta de Rubén Castro. Da intermediária, o atacante chutou forte, o goleiro Bravo ainda tocou na bola, mas ela parou no ângulo.

Com a igualdade, o jogo começou a ficar tenso e com muitas faltas. O ex-corintiano Petros, do Betis, estranhou-se com o lateral Jordi Alba.  Jonas, também da equipe visitante, acabou sendo substituído após uma disputa de bola mais forte.

Messi e Suárez acalmam os ânimos

Quando o primeiro tempo se encaminhava para terminar empatado em um duelo truncado, o craque argentino Lionel Messi apareceu e marcou um lindo gol.

Em sua jogada característica, o camisa 10 recebeu na intermediária, ajeitou para a perna esquerda e chutou no canto direito do goleiro do Betis.

Ainda na primeira etapa, o uruguaio Luis Suárez ampliou a vantagem do Barcelona. Na área, ele dominou, girou e finalizou com precisão para fazer 3 a 1.

Dupla brilha novamente no segundo tempo

Se o Betis ainda tinha alguma esperança de buscar o empate na etapa final, Messi e Suárez acabaram com ela rapidamente. Antes mesmo de balançar as redes adversárias novamente, o argentino aplicou um lindo chapéu, mas chutou para fora.

Mas, aos 11 minutos, não teve jeito. Em um rápido contra-ataque puxado por Messi, Suárez ficou com o gol aberto para marcar o quarto gol dos catalães.

Sem ter tempo de respirar, no minuto seguinte, o Betis sofreu o quinto em mais um arremate certeiro do argentino.

Entregue, a equipe visitante apenas assistia ao show da dupla de ataque do Barcelona e nem tinha forças para passar do meio de campo. Aproveitando-se da situação, Suárez ainda deixou mais um. Aos 36 minutos, em uma bela cobrança de falta, ele fez o sexto do time catalão.

Rubén Castro ainda conseguiu descontar, mas não apagou o brilho da dupla sul-americana no Camp Nou.

BARCELONA 6 X 2 BETIS

Data: sábado, dia 20 de agosto de 2016
Local: Camp Nou, em Barcelona
Horário: 13h15 de Brasília
Árbitro: Alberto Undiano Mallenco

Cartões amarelos: Cejudo, Dani Ceballos e Rubén Castro (Betis); Suárez (Barcelona).

Gols: Turan (6 minutos do primeiro tempo), Messi (37 minutos do primeiro tempo e 12 minutos do segundo tempo), Suárez (42 minutos do primeiro tempo, 11 minutos do segundo tempo e 36 minutos do segundo tempo); Rubén Castro (21 minutos do primeiro tempo e 39 minutos do segundo tempo). 

Barcelona: Bravo; S. Roberto, Piqué, Umtiti e Alba (Digne); Busquets, Rakitic e Denis Suárez (Munir); Turan, Messi e Suárez. Técnico: Luís Enrique

Betis: Adán; Cejudo, Bruno, Mandi e Pezzella; Durmisi, Petros (Fabián), Jonas (Dani Ceballos), Felipe (Musonda); Sanabria e R.Castro. Técnico: Poyet

 

 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos