Sem Messi, Barcelona vive "independência" de seu tridente ofensivo

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Albert Gea

    Rakitic é um dos jogadores que têm contribuído para a independência em relação ao trio

    Rakitic é um dos jogadores que têm contribuído para a independência em relação ao trio

A lesão de Lionel Messi, que poderia ser uma ameaça ao desempenho do Barcelona no começo desta temporada, acabou provocando uma mudança positiva no time. Sem o argentino, fora dos gramados por um problema muscular na coxa direita, o time catalão desenvolveu uma espécie de "independência" do seu tridente ofensivo.

Nos últimos dois anos, Messi, Neymar e Suárez foram, com folga, as principais armas do Barcelona no ataque. Esse cenário não mudou completamente e o trio segue importante na lista de artilheiros, mas hoje o trio divide mais responsabilidade com companheiros menos badalados.

Um levantamento feito pelo diário catalão Sport mostrou que 13 dos 33 gols marcados pelo time até agora na temporada não saíram dos pés de Messi, Neymar ou Suárez. No ano passado, na mesma altura do ano, eram 15 gols do trio e só quatro dos demais. Há dois anos, quando terminariam vencendo a Liga dos Campeões, os catalães fizeram 17 gols com as principais estrelas e só oito com os demais.

É o crescimento da chamada "classe média" do elenco do Barcelona. Na última terça, por exemplo, foram coadjuvantes de luxo como Arda Turan e Pique que marcaram na virada do clube contra o Borussia Moenchengladbach, pela Liga dos Campeões. Outros nomes como Rafinha e Rakitic têm aparecido com destaque no ataque, se metendo entre os principais artilheiros.

O crescimento dos demais é fundamental para os planos de Luis Enrique, que deve seguir mais algumas partidas sem sua principal estrela. Messi sentiu a lesão muscular durante o empate por 1 a 1 contra o Atlético de Madri, no dia 21 de setembro. A hipótese de cirurgia por conta de uma pubalgia foi inicialmente descartada, mas ele deve ficar pelo menos mais uma semana de molho.

Neste domingo, o Barcelona terá mais um teste sem seu camisa 10. Com Neymar e Suárez no comando de ataque, o clube visita o Celta de Vigo pelo Campeonato Espanhol, às 15h45, com acompanhamento ao vivo do Placar UOL Esporte.
 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos