Barça toma susto contra Sevilla, vence de virada e segue na cola do Real

Do UOL, em São Paulo

A rodada do Campeonato Espanhol neste final de semana indicou que a competição voltará a ser disputada apenas entre Real Madrid e Barcelona. Neste domingo, o time catalão bateu o Sevilla por 2 a 1, se manteve em 2º lugar e acabou com o embalo de um dos times que ameaçam entrar nessa briga. A vitória não foi fácil, pois o Sevilla saiu na frente, mas o Barça reagiu com boa atuação de Messi e conseguiu a virada. Com isso, alcançou os 25 pontos e deixou os adversários com 21, em 5º. O Real é líder e tem 27 pontos.

O 1º tempo foi dominado pelo Sevilla, que fez um gol e poderia ter ampliado a vantagem. Vitolo foi lançado nas costas de Sergi Roberto e finalizou com sucesso frente a frente com Ter Stegen. Depois Sarabia e Vietto desperdiçaram as melhores chances de gol do time da casa, que acabou punido aos 42min: Neymar deu assistência para Messi fazer empatar a partida.

No 2º tempo, aos 15min, foi a vez do argentino arrancar pelo meio e dar passe para Luis Suárez decretar a virada. O Barcelona já tinha melhorado na partida e criado chances de gol desperdiçadas por Rakitic e Messi. O Sevilla até teve poder de reação e conseguiu levar perigo nos últimos quinze minutos, mas não conseguiu o empate.

O próximo jogo do Barcelona contra o Málaga, no dia 19 de novembro, em casa. Já o Sevilla enfrentará o Deportivo La Coruña, no mesmo dia, mas fora de casa.

Messi carrasco e com 500 gols

AP Photo/Miguel Morenatti

O craque argentino tem marcas impressionantes contra o Sevilla e mais uma vez jogou bem. Aos 42min do 1º tempo, ele fez seu 27º gol em 17 jogos contra o rival. O gol também foi 500º da carreira de Messi pelo Barcelona. Ele teve atuação de destaque e quase fez um golaço que seria histórico aos 14min do 2º tempo, quando driblou três defensores, mas se desequilibrou e chutou para fora.

Neymar x Ganso

Antes da bola rolar, os dois amigos revelados no Santos conversaram no gramado. Só Neymar começou como titular e não teve um bom começo de jogo. Levou cartão amarelo com apenas 9min e errou algumas tabelas. Mas no final do 1º tempo, ele recebeu a bola na ponta esquerda, driblou dois defensores com cortes para direita e rolou para Messi chutar de primeira e fazer o gol. No 2º tempo, Neymar também deu um ótimo passe para Suárez, que driblou o goleiro, mas finalizou para fora.

Aos 22min do 2º tempo, depois do Sevilla sofrer a virada, Paulo Henrique Ganso entrou no jogo no lugar de Vázquez para tentar mudar o ritmo do jogo, mas fracassou e teve atuação apagada.

Devolve minha cuteira

O jogo passou a ter disputas mais duras no 2º tempo e uma delas gerou uma cena inusitada: N'Zonzi deu um pisão em Messi e rasgou a chuteira do argentino, que teve que trocá-la fora de campo. O volante do Sevilla levou cartão amarelo em um jogo que foi cheio deles: ao todo o juiz distribuiu dez advertências.

Quem foi mal: Vázquez

Errou todas jogadas que tentou criar e não à toa foi escolhido como primeiro a ser substituído no jogo.

Confronto de posse de bola 

O Barcelona é visto como uma referência no estilo de jogo que prioriza a posse de bola. O técnico do Sevilla, Jorge Sampaoli, sempre valorizou essa estratégia também. Então era esperado um grande duelo para ver qual time teria o controle do jogo, mas na prática os dois times apostaram em transições rápidas para o ataque e com muita objetividade. Por isso não dá para dizer que um dos times teve grande domínio nesse confronto: o Barcelona ficou com 52% contra 48% do Sevilla.

SEVILLA 1 x 2 BARCELONA

Local: Estádio Ramón Sánchez Pizjuán, em Sevilha
Data: 06/11/2016 (domingo)
Árbitro: Jaime Latre
Cartões amarelos: Rami (SEV), Sergi Roberto (BAR), Neymar (BAR), Mariano (SEV), Digne (BAR), N'Zonzi (SEV), Carriço (SEV), Messi (BAR), Suárez (BAR), Mascherano (BAR)
Gol: Vitolo, aos 15min do 1º tempo; Messi, aos 42min do 1º tempo; Suárez, aos 15min do 2º tempo.

SEVILLA
Sergio Rico, Mariano, Carriço, Rami, Escudero, NZonzi, Nasri (Iborra), Vitolo, Sarabia (Correa), Vázquez (Ganso) e Vietto.
Técnico: Jorge Sampaoli

BARCELONA
Ter Stegen, Digne, Umtiti, Mascherano, Sergi Roberto, Rakitic (André Gomes), Busquets, Denis Suárez (Rafinha Alcântara), Neymar, Messi e Luis Suárez.
Técnico: Luis Enrique

UOL Cursos Online

Todos os cursos