"Diante da insistência foi difícil dizer não", diz Mascherano sobre pênalti

Do UOL, em São Paulo

319 jogos. Esse foi o número de partidas que Javier Mascherano precisou esperar até deixar um duelo do Barcelona com um gol marcado. Nesta quarta-feira (26), o argentino, enfim, balançou as redes, na goleada por 7 a 1 sobre o Osasuna, pelo Campeonato Espanhol.

"Não era algo que me preocupava (não ter feito gols). Mas diante da insistência de todo mundo, foi difícil dizer não. A atitude veio dos meus companheiros", afirmou Mascherano, em declaração publicada pelo "Mundo Deportivo".

"Entendo a atitude como algo anedótico. Mais uma prova de carinho que outra coisa. Entendo que este é um esporte coletivo e que cada um tem sua função, e a minha não é contribuir com gols", completou.

A comoção em torno do primeiro gol de Mascherano tomou a todos no Camp Nou. Quando Denis Suárez sofreu pênalti, a torcida começou a pedir para que o argentino efetuasse a cobrança. No banco de reservas, Luis Suárez e Iniesta davam risadas da situação.

A bola para que Mascherano efetuasse a cobrança foi entregue por Rakitic. Quando o argentino soltou a bomba no meio do gol e balançou as redes, os jogadores correram para abraçá-lo, enquanto os do banco de reservas comemorava o tento.

"(A atitude) Surgiu de todo mundo. Nos demos conta que Masche poderia bater e fiquei muito feliz por ele", afirmou Alcácer, em declaração publicada pelo "Mundo Deportivo".

Mascherano fez sua primeira partida com a camisa do Barcelona em 11 de setembro de 2010, na derrota do Barcelona por 2 a 0 para o Hércules, pelo Campeonato Espanhol.

UOL Cursos Online

Todos os cursos