Barcelona busca empate com Valencia após arbitragem "salvar" frango de Neto

Do UOL, em São Paulo

Apesar de ter um gol legal do atacante Lionel Messi não validado pela arbitragem, o Barcelona arrancou um empate por 1 a 1 com o Valencia neste domingo (26), fora de casa, em jogo válido pela 13ª rodada do Campeonato Espanhol. O brasileiro Rodrigo, para os donos da casa, e Alba marcaram os gols da partida.

Com o resultado, o Barcelona mantém a folga na liderança da competição. Com 35 pontos, tem quatro de vantagem sobre o segundo colocado, que é justamente o Valencia. Atlético de Madri e Real Madrid estão logo abaixo, com 27 pontos cada um.

Os jogadores do Barcelona reclamaram muito da arbitragem. E com razão. O lance capital do jogo aconteceu aos 29 minutos do primeiro tempo, quando Messi chutou de fora da área e o goleiro Neto se complicou. Era um lance fácil, mas, ao tentar fazer a defesa, a bola saiu das suas mãos e passou pelo meio das suas pernas, antes de cruzar a linha do gol. Em seguida, o brasileiro se jogou e deu um tapa na bola. Os jogadores do Barça correram para comemorar, mas tanto o árbitro como o bandeirinha não validaram o gol e deixaram o jogo seguir.

A estreia contra Messi

Contratado para substituir Diego Alves, Neto encarou o primeiro desafio contra Messi. Revelado pelo Atlético-PR, o goleiro chegou ao Valencia aos 28 anos de idade depois de passar dois anos como reserva de Gianluigi Buffon na Juventus. Foi comprado por 6 milhões de euros (cerca de R$ 23,1 milhões, na cotação atual) parar ocupar o cargo de goleiro titular da equipe espanhola.

Reprodução
Neto falha em chute de Messi e bola cruza a linha de gol

Primeiro tempo todo do Barça

O jogo era no Mestalla, mas nem parecia. Mesmo longe dos seus domínios, o Barcelona dominou o primeiro tempo por completo. Teve, por exemplo, 77% da posse de bola e deu sete chutes a gol, contra apenas três dos mandantes. Com a aproximação de Iniesta e de Paulinho, o ataque do Barça aterrorizou a defesa adversária com passes rápidos e tabelas na entrada da área.

Heino Kalis/Reuters
Gayá, do Valencia, disputa bola com Suárez, do Barcelona

Mudança de postura

O Valencia voltou para o segundo tempo com uma postura totalmente diferente em relação à primeira etapa. Mais solto, aumentou o ritmo dos passes no meio de campo e a velocidade do seu ataque. Aos 14 minutos, o time da casa abriu o placar. Gayá foi até a linha de fundo pela esquerda e cruzou rasteiro para Rodrigo, na pequena área, empurrar para as redes.

Heino Kalis/Reuters
Rodrigo (esq.) comemora o seu gol para o Valencia contra o Barcelona

O empate

Apesar do baque, o Barcelona não desistiu e correu atrás do prejuízo. Aos 36 minutos, foi premiado graças a Messi. O argentino viu Alba entrar na área e deu um belo lançamento para o lateral pegar de primeira e não dar chances para Neto. Salvou um pontinho fora de casa e não permitiu que o rival se aproximasse na tabela de classificação.

Jose Jordan/AFP Photo
Alba comemora o gol do empate do Barcelona contra o Valencia

Duelo de ataques poderosos

O jogo deste domingo colocou frente a frente os dois melhores ataques da competição. Em 13 jogos disputados até aqui, o Barcelona já balançou as redes 34 vezes, enquanto o rival, 33. O time catalão tem a melhor defesa: só levou cinco gols. O Valencia, por sua vez, tomou 12 gols.

Heino Kalis/Reuters
Messi conversa com bandeirinha após ter seu gol não validado

Estreia

Com Piqué (suspenso) e Mascherano (lesionado) ausentes, Vermaelen ganhou uma vaga na defesa ao lado de Umtiti. Atormentado por contusões, o zagueiro belga foi titular do Barcelona pela primeira vez no Campeonato Espanhol.

Jose Jordan/AFP Photo
O zagueiro Vermaelen, do Barcelona, em ação contra o Valencia

Agenda

Na próxima rodada do Campeonato Espanhol, o Barcelona recebe o Celta, no sábado (2), enquanto o Valencia visita o Getafe, no domingo (3). 

UOL Cursos Online

Todos os cursos