Messi encerra jejum, mas Barcelona tropeça em casa com Paulinho titular

Do UOL, em São Paulo

Gómez empata para o Celta contra o Barça

Nem o fim de jejum de Messi, que não marcava há seis jogos, e nem boa atuação de Paulinho, escalado como titular, foram suficientes para o Barcelona somar três pontos neste sábado. Diante do Celta, no Camp Nou, a equipe catalã enfrentou dificuldades e ficou no empate por 2 a 2.

O primeiro tropeço em casa na temporada mantém o Barcelona líder invicto do Campeonato Espanhol, com 36 pontos. No entanto, o atual segundo colocado Valencia diminuirá a diferença para apenas dois pontos caso vença o Getafe fora de casa no domingo.

O Barcelona volta a campo pelo Espanhol no próximo domingo (10), quando visita o Villarreal. Antes, porém, encerra a sua participação na fase de grupos da Champions League na terça-feira, em casa, contra o Sporting - um empate basta para a equipe avançar em primeiro sem depender do resultado da Juventus. 

Já o Celta, nono colocado de La Liga com 18 pontos, pode coincidentemente dar uma mão para a equipe catalã na próxima rodada, uma vez que encara o Valencia no sábado no Mestalla.

Paulinho titular

Albert Gea/Reuters

Nas graças da torcida depois de chegar sob desconfiança do futebol chinês no início da temporada, Paulinho foi escalado como titular pelo técnico Ernesto Valverde e mais uma vez não decepcionou.

Além de ter dado assistência para o gol de Messi, o volante brasileiro apareceu várias vezes como elemento surpresa na área e por muito pouco não marcou em pelo menos duas ocasiões – em cabeçada defendida pelo goleiro na etapa inicial e em jogada individual no segundo tempo.

Mantendo a tradição

O Celta vem se mostrando um rival indigesto para o Barcelona. Nos seis últimos encontros anteriores entre as duas equipes, foram três vitórias para cada lado. Neste sábado, a história não foi diferente.

Com a bola rolando, os donos da casa tinham maior posse de bola, como esperado, mas encontravam dificuldades para criar chances de perigo. Já os visitantes marcavam forte e aguardavam um contra-ataque, que veio aos 20 minutos.

Aspas partiu em velocidade pela direita e tocou para Maxi Gómez, que desviou na pequena área e só não marcou graças a um milagre de Ter Stegen. O rebote, porém, foi parar com Aspas, que empurrou para as redes e abriu o placar.

Fim de jejum

Só que nem deu tempo de a torcida do Barcelona se preocupar. Em boa trama do ataque do time catalão no minuto seguinte, Iniesta acionou Paulinho, que tocou em profundidade na área. Suárez deixou a bola passar e Messi não perdoou.

Fim do jejum do argentino, que havia passado em branco nos seis jogos anteriores (uma marca negativa que ele não enfrentava desde 2010). Ele segue como artilheiro de La Liga, agora com 13 gols.

Polêmica e Barça melhor

O gol fez o Barcelona crescer. A equipe de Valverde teve ao menos duas boas chances de virar no primeiro tempo – Messi acertou a trave e Paulinho parou no goleiro. O time ainda reclamou de gol mal anulado de Suárez por impedimento. 

Lá e cá

O Celta voltou para o segundo tempo com a linha de marcação mais adiantada e fechando espaços da equipe da casa. Funcionou bem até os 16 minutos, quando o ataque do Barça encaixou uma linda jogada coletiva que terminou com cruzamento na medida de Alba para Suárez virar.

Só que desta vez quem nem pôde comemorar por muito tempo foram os anfitriões. Aos 24, Aspas aproveitou lesão de Umtiti, que parou na jogada, partiu em velocidade e cruzou para Gómez deixar tudo igual.

O duelo ficou aberto na reta final, com ótimas chances dos dois lados. Messi, em especial, quase fez de cabeça e depois em cobrança de falta no último lance do jogo. Mas o empate prevaleceu e quem comemorou foi o Celta. 

FICHA TÉCNICA

BARCELONA 2 X 2 CELTA

Local: Estádio Camp Nou, em Barcelona (Espanha)
Horário: 10h (de Brasília)
Árbitro: Melero López
Público: 63.208 presentes
Cartões amarelos: Suárez, Vermaelen, Piqué (Barcelona). Roncaglia, Jozabed, Blanco, Wass, Sisto, Mallo (Celta)
Cartões vermelhos: Não houve

Gols: Iago Aspas, aos 20, e Messi, aos 21 minutos do primeiro tempo. Suárez, aos 16, e Gómez, aos 24 do segundo tempo.

BARCELONA: Ter Stegen, Sergi Roberto, Piqué, Umtiti (Vermaelen) e Jordi Alba; Busquets, Rakitic (Alcácer), Paulinho e Iniesta (Denis Suárez); Messi e Suárez. Técnico: Ernesto Valverde.

CELTA: Rubén Blanco, Hugo Mallo, Fontàs, Sergi Gómez (Cabral) e Wass; Jozabed (Pablo Hernández), Lobotka e Brais Méndez (Roncaglia); Iago Aspas, Maxi Gómez e Pione Sisto. Técnico: Juan Carlos Unzué

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos