Com Coutinho e Mina de titulares, Barcelona tropeça em casa no Espanhol

Do UOL, em São Paulo

Com o colombiano Mina e o brasileiro Philippe Coutinho no time titular, o Barcelona não saiu do 0 a 0 com o Getafe neste domingo (11), no Camp Nou, pelo Campeonato Espanhol.

Apesar do tropeço, a equipe catalã segue tranquila na liderança do torneio, com 59 pontos, sete de vantagem para o atual segundo colocado Atlético de Madrid. O Getafe é o décimo, com 30.

O Barcelona volta a campo no próximo sábado, quando visita o Eibar. Será o último compromisso antes do jogo de ida contra o Chelsea pelas oitavas de final da Liga dos Campeões, no dia 20, em Londres.

Já o Getafe, que se tornou com o empate desta tarde o primeiro time a não levar gol do Barcelona nesta edição de La Liga, recebe o Celta de Vigo no domingo.

Mina faz história

Titular pela primeira vez no Barcelona depois da estreia no meio de semana (entrou no segundo tempo da vitória contra o Valencia, pela Copa do Rei), o zagueiro ex-Palmeiras se tornou também o primeiro colombiano a atuar pelo clube no Espanhol.

Ele teve atuação regular, não comprometendo atrás e ainda aparecendo com certo perigo na bola parada no ataque - quase marcou de cabeça aos 31 da etapa final. No último minuto, levou amarelo por deixar o braço na cara de Molina em disputa pelo alto.

Barça neutralizado

O primeiro tempo no Camp Nou foi sonolento. O Barcelona chegou a ter 89% da posse de bola, mas não encontrava espaços contra um rival muito bem postado e finalizou apenas duas vezes, sem perigo. Já o Getafe, numa rara chegada ofensiva, quase marcou com Ángel, que ganhou no mano a mano com Mina, mas errou o alvo. 

Coutinho melhora e sai

Albert De Gea/Reuters

O segundo tempo começou mais movimentado, e Philippe Coutinho cresceu no jogo, sendo mais acionado. Em duas oportunidades, ele cortou a marcação e bateu com muito perigo, quase marcando seu primeiro gol em La Liga. 

Quando o brasileiro melhorava em campo, porém, Ernesto Valverde o substituiu aos 16 minutos, colocando Iniesta em seu lugar. No Twitter, o técnico foi cornetado em vários idiomas.

Pressão sem resultado

Depois de levar um susto em contra-ataque que quase terminou com um golaço de cobertura de Shibasaki, o Barcelona aumentou a pressão a partir dos 20 minutos do segundo tempo.  Messi, mais discreto do que de costume, teve duas ótimas chances seguidas, mas em ambas parou no goleiro Guaita. 

Os donos da casa seguiram no ataque. Paulinho entrou a dez minutos do fim em mais uma tentativa de Valverde em conseguir o resultado, mas o gol não veio. Na última chance, Suárez tocou de cabeça, mas Guaita foi buscar no ângulo, para frustração dos mais de 76 mil torcedores que lotaram o Camp Nou. 

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos