Em jogo quente e atuação de gala de Messi, Barça e Real empatam no Camp Nou

Do UOL, em São Paulo

O Barcelona entrou em campo com o título espanhol garantido, mas isso não impediu um clássico quente com empate por 2 a 2 com do Real Madri neste domingo, no Camp Nou. Suarez abriu o placar com menos de dez minutos, mas Cristiano Ronaldo empatou logo depois. Na segunda etapa, com a sua equipe sofrendo com um a menos em campo, Messi apareceu para recolocar o Barça na frente com um golaço, mas Bale empatou novamente a cerca de 20 minutos do final.

Foi o último clássico de Andrés Iniesta, que deixou o gramado na segunda etapa ovacionado na casa do Barça. O confronto foi também marcado por discussões ríspidas e até agressão: Sergi Roberto recebeu o vermelho depois de atingir o brasileiro Marcelo. Com o empate, o Real perde a chance de encostar no Atlético de Madri na briga pelo vice-campeonato espanhol: tem 72 pontos, contra 75 do rival.

O melhor: Messi (Barcelona)

Imparável. Na primeira etapa, distribuiu passes enfiadas que Jordi Alba e Suarez não conseguirem aproveitar. No segundo tempo, quando o Barcelona tinha um a menos, fez uma jogada espetacular dentro da área, limpando o marcador batendo colocado no canto direito de Navas, sem nenhuma chance de defesa,

O pior: Sergi Roberto (Barcelona)

O meio campista começou bem o clássico, e deu uma assistência para o gol de Suarez. Ainda antes do intervalo, entretanto, acabou "entrando na pilha" de Marcelo, agrediu o brasileiro e recebeu o cartão vermelho. Em um clássico tenso e disputado, deixou o Barcelona na mão com um jogador a menos durante toda a segunda etapa. 

Iniesta se despede do clássico 

Andrés Iniesta disputou seu último clássico com a camisa do Barcelona, mostrando a classe habitual mas sem protagonizar os lances chave da partida. Foi aplaudido a cada toque na bola pela torcida que lotou o Camp Nou mesmo com o Barcelona já tendo garantido o título espanhol.

Barcelona não foge do ataquenem com um a menos

Ao longo do primeiro tempo, o Barcelona tentou ter a bola e fez um jogo igual com o Real. A expulsão de Sergi Roberto antes do intervalo poderia ter trazido uma segunda etapa de recuo e sufoco, mas Ernesto Valverde optou por não mudar a postura do time. Comandado por Messi, o time catalão abusou de transições rápidas para o ataque e levou sustos à defesa do Real - poderia até ter marcado mais gols.

Real enfrenta dificuldade sem Cristiano, mas não desiste 

O Real, por sua vez, caiu de produção na segunda etapa, com a substituição de Cristiano Ronaldo. Com um a mais, não encontrou espaços, e por pouco não viu a partida sair totalmente de controle: Keylor Navas salvou em chance clara de Messi. Em uma bela jogada e grande passe de Asensio, Bale bateu colocado para empatar e garantir um ponto ao Real.

Cristiano Ronaldo alcança Di Stefano e acaba substituído no intervalo

Cristiano Ronaldo marcou seu 18º gol no clássico, igualando Di Stefano como o maior artilheiro da história do Real Madrid em confrontos contra o Barcelona. Para tomar a dianteira, entretanto, terá que esperar: depois de sentir o pé direito em dividida com Piqué no lance do gol, o português acabou substituído no intervalo.

Troca de farpas interminável marcou até vestiário

Dentro de campo, havia pouco em jogo: Barcelona já campeão, Real já classificado para a Liga dos Campeões. Mesmo assim, o clima foi quente e de troca de farpas a todo instante. Primeiro, Modric e Alba se desentenderam e trocaram empurrões; depois, foi a vez de Sergio Ramos e Suarez discutirem feio. Marcelo trombou em Sergi Roberto, foi agredido e causou a expulsão do catalão. Até nos corredores dos vestiários houve atrito, dessa vez entre Piqué e Nacho. Na segunda etapa, Paulinho e Lucas Vasquez bateram boca.

Erros de arbitragem acabaram ajudando Barcelona

O Barcelona foi guerreiro ao encarar o rival de igual para igual com dez em campo, mas acabou contando com certa ajuda da arbitragem. No lance do gol de Messi, Suarez atingiu as pernas de Sérgio Ramos ao roubar a bola - o lance passou batido. Na segunda etapa, o árbitro Hernandez Hernandez também deixou de assinalar um pênalti em Marcelo.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos