Real sofre, mas vence Valencia e segue na briga pelas primeiras posições

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Oscar del Pozo/AFP

    Real Madrid venceu Valencia por 2 a 0 no Santiago Bernabéu

    Real Madrid venceu Valencia por 2 a 0 no Santiago Bernabéu

O Real Madrid sofreu, mas conseguiu vencer o Valencia por 1 a 0 neste sábado (1º), no Santiago Bernabéu. Em duelo marcado pelas grandes atuações dos goleiros Courtois e Neto, os gols foram marcados por Wass - que improvisado na lateral direita mandou contra a própria rede - e por Lucas Vázquez.

O resultado leva o Real Madrid para o quinto lugar na tabela, com 23 pontos conquistados - três a menos que o líder Sevilla, que ainda não jogou nesta rodada. Já o Valencia perdeu dois postos e ficou em 13º lugar, com 17 pontos.

O próximo compromisso do Real no Espanhol será contra o Huesca, domingo (9), no Anoeta. Um dia antes, no sábado (8), o Valencia recebe o Celta no El Madrigal.

Os melhores: Neto e Courtois
Os goleiros deram um verdadeiro show no duelo. No primeiro tempo, Courtois pouco se preocupou, enquanto Neto fez grande defesa contra chute de Bale após falha de Wass para evitar o segundo gol do Real. Na segunda etapa foi a vez de o Valencia fazer Courtois trabalhar - e muito. Foram pelo menos três defesas difíceis diante de Santi Mina, Gameiro e Batshuayi para segurar a vantagem. Bale e Benzema, incansáveis na criação de jogadas, também merecem menção entre os melhores.

O pior: Wass
Foi uma noite para Wass esquecer. Além de ter feito o gol contra que assegurou a vitória do Real Madrid, perdeu a bola para Benzema dentro da área e só não foi culpado também pelo segundo gol graças a uma grande defesa do brasileiro Neto. Melhor do mundo, Modric também decepcionou  e passou em branco.

Casemiro e Marcelo desfalcam Real
Os brasileiros foram desfalques de Solari na partida deste sábado. Afastado há duas semanas por causa de uma lesão no tornozelo que o deixou fora dos últimos amistosos da Seleção Brasileira, o volante ainda não tem prazo de retorno e corre risco de perder o Mundial de Clubes da Fifa, que começa dia 12 de dezembro. Já o lateral sofreu sobrecarga muscular na perna direita e ficou fora de última hora. O único brasileiro do lado madrileno era Vinícius Júnior, que ficou no banco. Do lado do Valencia, o goleiro Neto e o zagueiro Gabriel Paulista representaram o verde e amarelo.

Time de Madri faz valer mando e domina início do jogo
Diante da torcida no Santiago Bernabéu, o Real Madrid entrou em campo de cabeça erguida e dominou a bola nos primeiros minutos de jogo. A equipe comandada por Santiago Solari teve muita paciência para trocar passes e buscar espaços para construir boas jogadas. Jogando pela esquerda, Bale fez boas tabelas com Benzema, que quase abriu o placar com chute de pé esquerdo.

Para alegria dos anfitriões, Wass faz gol contra
O relógio marcava sete minutos quando o Real Madrid chegou novamente ao ataque com Benzema. O jogador não conseguiu aproveitar o chute. Carvajal aproveitou o rebote, cruzou na área e Wass -Jogando improvisado na lateral direita - cabeceou com força contra a própria meta e complicou a vida do Valencia.

Real segue pressionando, e Neto quase entrega
Depois do gol, o Real Madrid diminuiu um pouco o ritmo, mas logo voltou a trocar passes em velocidade e a buscar espaços para atacar os visitantes. O time madrileno poderia ter feito o segundo aos 23 minutos, mas não soube aproveitar uma falha de Neto. O goleiro afastou mal a bola, mandou-a de presente nos pés de Lucas Vásquez, que deixou para Ceballos mandar uma bomba. Para sorte do brasileiro, a bola bateu na zaga e saiu pela linha de fundo.

Goleiro brasileiro se redime e "salva" Wass
Diante da pressão do Real Madrid, Wass, autor do gol contra, quase caiu em desgraça outra vez. O lateral improvisado perdeu a bola para Bale dentro da área, foi driblado e viu o adversário mandar uma bomba à queima-roupa contra o goleiro Neto, que fez uma grande defesa com a mão esquerda, se redimiu do erro anterior e ainda salvou Wass. Mesmo assim, o Real não desistiu de buscar o segundo gol antes do intervalo. Bale poderia ter deixado Benzema na cara do gol, só que errou o passe.

Valencia volta e melhor e faz Courtois trabalhar
O Valencia parece ter recuperado as energias no vestiário e voltou muito melhor para o segundo tempo. Aproveitando que o Real passou a esperar o adversário no campo de defesa, os visitantes conseguiram se impor e levaram perigo à meta de Courtois. Santi Mina e Gameiro comandaram as principais jogadas, mas ora pecavam na finalização, ora paravam no goleiro.

Pressão valenciana e uma chuva de gols perdidos
O Valencia continuou lutando pelo empate, mas perdeu muitas chances. Na melhor delas, Mina foi lançado por Parejo, ficou cara a cara com o goleiro e mandou por cima do travessão. Na sequência, o brasileiro Gabriel Paulista apareceu livre para cabecear após cobrança de falta, mas também errou o alvo. Asensio, acionado no lugar de Bale, devolveu a gentileza: recebeu livre na grande área e chutou por cima da zaga.

Courtois dá show, e Vázquez sela vitória
O Real Madrid se defendia como podia para segurar a vantagem no placar. Batshuayi invadiu a área e bateu firme, mas Courtois fez uma grande defesa para levantar o Santiago Bernabéu. Reguilón e Carvajal perderam uma chance no ataque, mas Lucas Vázquez aproveitou a sua. Recebeu um belo passe de Benzema e bateu de primeira para selar o triunfo.

Bale chega a dez jogos sem marcar no Espanhol
Embora muito empenhado na criação de jogadas e responsável por deixar Benzema na cara do gol em mais de uma oportunidade, Bale foi substituído por Asensio e chegou a dez jogos sem balançar a rede no Campeonato Espanhol. É sua pior sequência vestindo a camisa merengue.

FICHA TÉCNICA
REAL MADRID 2 X 0 VALENCIA


Data/hora: 1º de dezembro de 2018, domingo, às 17h45 (de Brasília)
Local: Santiago Bernabéu, em Madri (ESP)
Cartões amarelos: Gabriel Paulista, Soler e Gayá
Cartões vermelhos: -

Gols: Wass (contra), aos 7' do primeiro tempo; Lucas Vásquez, aos 37' do segundo tempo

REAL MADRID: Courtois; Carvajal, Varane, Sergio Ramos e Reguilón; Llorente, Modric (Valverde) e Ceballos (Isco); Lucas Vázquez, Benzema e Bale (Asensio)
Técnico: Santiago Solari

VALENCIA: Neto; Wass (Piccini), Garay, Gabriel Paulista e Gayá; Parejo, Coquelin (Kondogbia), Soler e Gonçalo Guedes; Santi Mina e Gameiro (Batshuayi)
Técnico: Marcelino Toral

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos