Vasco vence com gols de Nenê e Thalles e mantém 100% no Carioca

Do UOL, em São Paulo

O Vasco da Gama venceu a terceira seguida no Campeonato Carioca, desta vez sem empolgar, e manteve campanha com 100% de aproveitamento. Em jogo em São Januário, nesta quarta-feira (10), venceu o Volta Redonda por 2 a 0.

O primeiro gol foi marcado por Nenê, em cobrança de pênalti irregular assinalado pelo auxiliar, aos 15 minutos do segundo tempo. A bola cabeceada por Thalles pegou na barriga de Mailson, mas o bandeirinha assinalou infração. O segundo foi de Thalles, que aproveitou assistência do mesmo Nenê. 

Com o triunfo, o clube segue na liderança do Grupo A, agora com 9 pontos, dois a mais do que o também invicto Boa Vista – que derrotou o Tigres por 3 a 2 na rodada. Embalado, o Vasco espera o Flamengo em clássico do domingo (14), de novo em casa - e não terá o zagueiro Luan, que foi expulso nesta quarta. 

VASCO 2 x 0 VOLTA REDONDA

Árbitro: Bruno Arleu de Araújo

Cartões amarelos: Bruno Barra (Volta), Luan (Vasco), Jorge Henrique (Vasco), Nenê (Vasco), Martín Silva (Vasco), Rodrigo (Vasco)

Cartão vermelho: Luan (Vasco)

Gols: Nenê (Vasco), aos 15' do segundo tempo, Thalles (Vasco), aos 48' do segundo tempo

Vasco: Martin Silva; Mádson (Bruno Gallo), Rodrigo, Luan e Julio Cesar; Julio dos Santos, Andrezinho e Nenê; Éder Luis (Thalles), Riascos e Jorge Henrique (Yago Pikachu)

Técnico: Jorginho

Volta Redonda: Mota; Marrone (Rafael Pernão), Luan, Mailson e Cristiano; Bruno Barra, Marcelo, Vinícius Pacheco (Pedro Isidoro) e Dija Baiano (Luiz Gustavo); Tiago Amaral e Niltinho

Técnico: Ricardo Cruz

Como foi o jogo

  • Primeiro tempoO Vasco não foi o mesmo das outras partidas, Nenê pouco atuou na zona de criação, e o meio de campo sem "volante brucutu" sofreu nos contragolpes do rival. Foi isso que fez a metade inicial ser equilibrada. Destaque para as duas bolas na trave, uma de cada lado: aos 41 minutos, Niltinho, do Volta, carimbou o poste esquerdo de Martín Silva. Aos 42, Éder Luis, de cabeça, após cobrança de escanteio, respondeu também acertando o pau.
  • Segundo tempoCom chance de somar ponto contra um dos grandes clubes do campeonato, o Volta voltou ainda mais preocupado com a marcação - como consequência, perdeu intensidade ofensiva. Aos 15, Nenê abriu o placar, de pênalti. O time visitante acordou na sequência: tentou empate com Vinícius Pacheco, aos 20, em finalização da entrada da área. Também quase chegou lá quando Niltinho cruzou e a bola tomou o rumo do gol. E teve outra oportunidade aos 33: Martin Silva fez ótima defesa na cabeçada de Tiago Amaral - no rebote, Luan e Niltinho finalizaram mal. Mas foi do Vasco, de Thalles, o tento que definiu o marcador.

Destaques

  • Rio 50 grausA partida teve início às 19h30, já à noite, mas mesmo assim o árbitro Bruno Arleu de Araújo promoveu paradas técnicas nos dois tempos. Não poderia ser diferente: na hora do confronto, os termometrôs na capital do Rio de Janeiro registravam 31ºC - ou pior: a sensação térmica nesta quarta-feira de cinzas chegou atingiu 50ºC.
  • Cadê a meia do Luan?Por volta dos 40 minutos do primeiro tempo, o juiz notou sangramento no joelho, que escorreu para o meião, do zagueiro vascaíno Luan. O atleta saiu de campo para trocar a peça do uniforme, mas demorou quase 5 minutos para voltar. Os roupeiros da equipe lhe trouxeram um meião diferente daquele que estava usando, o que causou confusão. "O time conseguiu segurar (o resultado, então 0 a 0), graças a Deus", comemorou o defensor, na saída para o intervalo.

Melhores

  • Martín Silva, VascoO goleiro uruguaio do Vasco da Gama foi herói do clube nesta quinta. Foram duas defesas difíceis de Martín Silva em finalizações de Niltinho e uma em chute de Vinícius Pacheco, além de um "milagre" em cabeçada à queima roupa de Tiago Amaral. Não só isso: um bom arqueiro também precisa de sorte. Quando foi vencido no duelo, ainda no primeiro tempo e pelo mesmo Niltinho, a bola carimbou a trave.
  • Thalles, VascoUm dos protagonistas da partida saiu do banco de reservas no segundo tempo. Thalles, nesta temporada mais magro e, pelo menos de acordo com ele, mais comprometido, substituiu Éder Luis, que se lesionou. O atacante mudou o jogo: provocou o pênalti convertido por Nenê; deu assistência ao mesmo Nenê, logo na sequência, que disperdiçou a chance de ampliar; quase marcou de bicicleta; e, nos acréscimos, finalmente balançou as redes, sem goleiro.

Piores

  • Luan, Volta RedondaO Volta Redonda deu sufoco no Vasco a partir da metade do segundo tempo, e poderia ter empatado a partida, caso Luan acertasse a mira. Aos 33 minutos do segundo tempo, Tiago Amaral cabeceou firme, de dentro da área, e exigiu defesa "milagrosa" de Martín Silva, que ficou caído no chão. A bola sobrou no pé do zagueiro - que, no ataque, deu uma de defensor. Ele pegou na "orelha" da redonda, que, em vez de estufar a rede, saiu para o lado.
  • Luan, VascoO zagueiro do Vasco, também Luan, foi outro destaque negativo do confronto. Aos 36 minutos do primeiro tempo recebeu cartão amarelo por matar contragolpe puxado por Dija Baiano. Aos 44 do segundo, viu outra advertência, desta vez por falta em Niltinho, e acabou expulso. Ele não enfrentará o Flamengo no clássico de domingo (14).

Melhores notas

  • Vasco
  • Volta Redonda
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
6
8,2
Nenê
3
10,0
Luis Gustavo
 
1
7,6
Riascos
5
10,0
Pedro

Próximos Jogos - Vasco

  1. Fluminense FLU
    Vasco VAS
  2. Vasco VAS
    Grêmio GRE
  3. Corinthians COR
    Vasco VAS
  4. Sport SPT
    Vasco VAS

Próximos Jogos - Volta Redonda

  1. Volta Redonda VRE
    Mogi Mirim MOG
  2. Volta Redonda VRE
    Tupi TUP
  3. São Bento SBE
    Volta Redonda VRE

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos