Em áudio, Andrezinho ironiza Arão após caneta: 'Quer tomar sopa de garfo'

Bruno Braz e Vinícius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

Não bastasse a freguesia que já dura sete jogos sem perder para o rival, os vascaínos cada vez mais reúnem materiais para gozar os flamenguistas. Na madrugada deste domingo, passou a circular no Whatsapp um áudio do meia Andrezinho, do Vasco, ironizando o também meia Willian Arão, do Flamengo, por conta de uma desconcertante caneta dada pelo cruzmaltino no clássico realizado em São Januário, onde a equipe da casa venceu por 1 a 0 com gol do zagueiro Rafael Vaz.

A gravação se dá numa conversa entre Andrezinho e um amigo. Ao melhor estilo "boleirês", ele compara a marcação de Arão na jogada com a tentativa de se tomar sopa com um garfo:

"Valeu, 'papá'. Você que é o melhor do mundo. Estou falando, o Willian Arão quer tomar sopa de garfo. Nunca vi. Não vem de uma vez, pô. A sopa você não coloca logo a boca no meio do prato. Vem comendo pelas beiradas. Vem com o garfo e aí toma (risos). Beijo, papá! 'Tamo' junto! Vamos marcar esse fut!".

Consultada pelo UOL Esporte, a assessoria de imprensa pessoal de Andrezinho confirmou a veracidade do áudio. Em nota, o jogador comentou o episódio:

"Isso aí é na brincadeira. O Willian Arão sabe que eu não fiz aquilo com a intenção de desrespeitar ninguém. Essas brincadeiras fazem parte do futebol, estava só comemorando a vitória com um amigo. Eu e o Arão conversamos durante o jogo, foi uma boa disputa na bola. Ali foi uma decisão rápida que tive que tomar, se não ele roubava a bola. A torcida gostou e o lance prosseguiu, então está bom!".

Em entrevista coletiva nesta segunda-feira, o meia Willian Arão ouviu o áudio, mas preferiu não polemizar:

"Ele [Andrezinho] estava falando com um amigo. Se eu tivesse feito lance parecido e comentasse com meu pai e esposa, falaria do mesmo jeito. Se estava me zoando ou não, problema dele. Todo jogador já deu ou levou caneta, isso faz parte. Eles ganharam e podem fazer esse tipo de brincadeira. Não vi como maldade".

Por fim, o jogador rubro-negro reconheceu a plasticidade da jogada:

"Foi uma bonita caneta, tem que valorizar isso. Não tem que criar polêmica. Deu caneta e não teve sequência no lance. São coisas que acontecem na partida".

*Atualizada às 11h51

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos