Guerrero acabou com jejum, mas 'cabeça quente' ainda é problema no Fla

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

    Guerrero não esconde a frustração em mais um desempenho ruim contra o Vasco

    Guerrero não esconde a frustração em mais um desempenho ruim contra o Vasco

Paolo Guerrero acabou na atual temporada com o jejum de cinco meses sem marcar gols. O peruano balançou as redes quatro vezes e já igualou o número de tentos assinalados em 2015 pelo Flamengo. Mas a "cabeça quente" do camisa 9 ainda é um incômodo no Rubro-negro.

Nos últimos dois jogos, o atacante se destemperou e foi punido com cartões amarelos ao reclamar da arbitragem. Este tipo de conduta preocupou no ano passado e religou o alerta, já que Guerrero desfalcará o time por convocações para a seleção peruana e pode se ausentar ainda mais.

Em 2015, o camisa 9 recebeu oito cartões amarelos e um vermelho em 18 jogos pelo Rubro-negro. Foram três suspensões. Guerrero desfalcou a equipe em dez ocasiões, somando-se convocações e lesões.

Durante a derrota por 1 a 0 para o Vasco, o principal jogador do Flamengo foi mais uma vez anulado pela defesa adversária. Paolo foi provocado pelo zagueiro Rodrigo e alvo da torcida cruzmaltina a cada erro. Já são quatro jogos contra o rival e nenhuma vitória - três derrotas e um empate.

Ele aparentemente sentiu a pressão, o forte calor e não escondeu o desânimo após mais um revés. Irritado e sem nenhuma declaração. Foi assim que o peruano deixou São Januário.

Enquanto Guerrero segue a batalha contra os árbitros, o Flamengo deseja evitar novas punições. O alerta está ligado. O atacante acabou com o incômodo jejum de gols. Resta saber se o já tradicional destempero também ficará para trás. É o que os rubro-negros desejam.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos