Vasco não cumpre acordo com Fla por prejuízo em estádio e cobra R$ 20 mil

Bruno Braz e Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

Vasco e Flamengo combinaram que a renda do clássico disputado em São Januário no último domingo (14) seria dividida. No entanto, o acordo não foi cumprido até o momento pelo Cruzmaltino. Tudo por conta dos prejuízos causados por alguns flamenguistas no banheiro destinado aos visitantes.

São Januário recebeu 13.656 pagantes - renda de R$ 682.640,00. Consta no borderô que cada clube receberia R$ 153.417,43. O Flamengo foi descontado em antidoping e penhoras e teria direito a R$ 124.924,82.

Entretanto, a ideia do Vasco é a de descontar R$ 20 mil deste valor. A administração comandada pelo presidente Eurico Miranda não liberou antes o montante em razão de um estudo para calcular os prejuízos ao patrimônio cruzmaltino. O banheiro masculino foi depredado e teve portas, vasos, pias e mictórios danificados.

O Flamengo até acionou a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro) para receber a sua parte na renda, mas o Vasco só pretende destiná-la após retirar o valor para o conserto do local. E a reforma necessita de pressa, já que no próximo domingo (21), São Januário receberá a partida entre Botafogo e Cabofriense.

"Se você tem um crédito e há um prejuízo, já faz o desconto desse débito no crédito. Isso é comum. No Maracanã é assim, no Engenhão é assim, na Arena Corinthians é assim...", afirmou o vice de patrimônio e de obras de engenharia do Vasco, André Luiz Vieira.

"Preciso do banheiro pronto para o próximo jogo. Temos de refazer o encanamento, a iluminação, parte da tubulação do mictório, e isso pega um pedaço do piso. Tem que pintar tudo, as paredes foram todas pichadas. Tem a parte elétrica, torneiras, todos os vasos, todas as portas", completou o cartola.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos