Paródia com 'Anitta vascaína' tira sarro do Flamengo e faz sucesso na web

Bernardo Gentile e Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

Não foi somente o áudio de Andrezinho ironizando Willian Arão que serviu de prato cheio para os vascaínos zoarem os flamenguistas nas redes sociais. Uma paródia da música "Bang", da cantora Anitta, virou febre na web por conta da letra que faz menção à freguesia atual dos rubro-negros perante aos vascaínos.

A canção foi produzida pelo programa "De Primeira", da Rádio Mix FM, que tem como foco futebol e humor. A composição foi escrita pelo produtor João Lidington, com arranjos de Flávio Rocha e interpretada pela produtora Rhamine Miguelez, ou "Rhanitta", como passou a ser chamada de brincadeira na rádio após o sucesso da paródia.

A curiosidade é que a dupla de produtores, por ironia do destino, torce para o Flamengo.

"Eu sou flamenguista, mas já fizemos paródia com o próprio Vasco, com o Botafogo, com o Fluminense... É um programa de esportes com humor, então tem que passar por cima do que clube que você torce e ser profissional", explica João.

Rhamine, de 24 anos, é produtora há nove meses da rádio e pela primeira vez gravou uma paródia. O programa, que tem o humorista Felipe Ruggeri como intérprete oficial, necessitava de uma voz feminina e convidou a jovem, que já tinha experiência em canto na Igreja Adventista e em vídeos que faz no seu perfil no Facebook.  Ela ficou surpresa com a repercussão:

"O João fez a letra rapidinho na minha frente, me convidou e, da minha parte, foi algo bem despretensioso. Lógico, todo trabalho a gente espera um pouco de reconhecimento, mas foi bem legal. Tenho recebido alguns memes. Já fizemos outras paródias, mas esta tem repercutido bastante. Méritos para o João, que teve a sacada no momento certo".

Por ter um conteúdo leve e bem-humorado, a produtora diz que a paródia tem sido bem recebida até mesmo pelos flamenguistas. "Meus amigos flamenguistas riram para caramba. É tudo na brincadeira. Já fizemos paródias com os outros clubes também", disse Rhamine, que ressaltou que toda a sua família é rubro-negra:

"Todo mundo. Virei flamenguista por conta do meu pai. Quando eu era pequena perguntei qual era o time dele, ele disse que era Flamengo e, dali em diante, passei a torcer", declarou.

João Lidington revelou que a inspiração para a criação da letra partiu da própria gozação que sofreu de seus amigos vascaínos.

"A ideia não é ofender ninguém. Até porque, amanhã ou depois, vai ser contra o outro clube. Eu não sou vascaíno, então como fiz para tentar entender o sentimento do torcedor do Vasco após a vitória? Ouvi os vascaínos da rádio me zombando, e o que eles mais zoaram? A caneta no Arão, o balão do Nenê do Sheik, o estádio que o Fla não tem... Então eu tentei reunir tudo isso", explicou.

Veja a letra da paródia vascaína da música "Bang", da Anitta:

"Sou vascaína e o Flamengo não ganha de mim
Tenho estádio e o respeito continua, sim

Vem, o Flamengo já não sabe o que é vencer,
Pode até falar que é Série B
Mas do Vasco não consegue mais ganhar, tem que aturar,
Então vem,
Caneta do Andrezinho no Arão,
Levou um baile lá no Caldeirão,
Melhor de tudo é ter estádio pra jogar
E te humilhar,
Ih, freguês vai chorar,
Mengão vai ter que aceitar,
Eurico continua te provocando,
Ih, Guerrero onde está?
Ô, Sheik, só pra constar
Olha o chapéu, Nenê te esculachando

Sou vascaína e o Flamengo não ganha de mim
Tenho estádio e o respeito continua, sim"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos