Vasco resolve no segundo tempo, bate Tigres e mantém campanha 100%

Do UOL, em São Paulo

De um lado, o Vasco, quatro vitórias em quatro jogos neste Campeonato Carioca. Do outro, o Tigres, quatro derrotas em quatro compromissos. Neste sábado, deu a lógica: o Cruz-Maltino precisou de 45 minutos para despachar o rival no Estádio Los Larios.

No primeiro tempo, o Vasco parou na "muralha" Renan, providencial em duas oportunidades. A sorte do Tigres, no entanto, não duraria a segunda etapa. Beneficiado pela expulsão de Sergio Raphael, o Vasco construiu seu triunfo, o quinto seguido neste Carioca, com paciência. Thalles, aos 35 minutos, escorou de cabeça para abrir o placar. Aos 38, Renan, heróico em grande parte do jogo, falhou feio. Depois de um chutão para o alto, bastava ao goleiro encaixar a bola, mas ela "escorreu" de suas mãos e parou na medida para Nenê, que só complementou para as redes.

Com o resultado, o Vasco foi a 15 pontos e se isolou ainda mais na ponta do Grupo A, ficando na dependência de dois resultados no domingo (de Cabofriense e Resende) para garantir sua classificação com antecedência. O Tigres, por outro lado, segue seu calvário, zerado em cinco partidas.

FICHA TÉCNICA
TIGRES DO BRASIL 0 X 2 VASCO

Data e hora: 20 de fevereiro de 2016, às 19h30 (de Brasília)
Local: Estádio Los Larios, em Duque de Caxias (RJ) 
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda 
Auxiliares: Eduardo de Souza Couto e Gilberto Stina Pereira
Cartões amarelos: Rafael Vaz, Andrezinho e Nenê (Vasco); Renan, Gabriel, Rodrigo Sam, Fabiano e Alex Santos (Tigres)
Cartão vermelho: Sérgio Raphael (Tigres)
Gols: Thalles, aos 35 min, e Nenê, aos 38 min do 2º tempo

TIGRES DO BRASIL: Renan; Alex Santos, Rodrigo Sam, Sérgio Raphael e Lucão; Gabriel (Lucas Dantas), Léo Bartholo, Fabiano, Giovanni (Lucas Willian) e Kelvy (Oliveira); Fabiano Oliveira.
Técnico: Marcelo Cabo

VASCO: Martín Silva; Madson, Luan, Rafael Vaz e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Julio dos Santos (Yago Pikachu), Andrezinho e Nenê; Jorge Henrique (Eder Luis) e Riascos (Thalles). 
Técnico: Jorginho

FASES DO JOGO

  • Primeiro tempoFicou barato para o Tigres. Dominante, o Vasco teve quatro chances claras de balançar as redes na primeira etapa. As 18, Nenê, disparado o melhor em campo, cruzou na medida para Marcelo Mattos, que cabeceou com perigo. Aos 36, Riascos recebeu da esquerda e, sozinho, chutou torto. Nos minutos finais, Renan brilhou. O goleiro do Tigres pegou cabeçada de Julio dos Santos e, na sequência, parou chute de Vaz e rebote à queima-roupa de Riascos.
  • Segundo tempoNo segundo tempo, a missão do Vasco foi facilitada pela expulsão do zagueiro Sergio Raphael. Com mais espaços, o cruz-maltino achou mais brechas na defesa do Tigres. Logo aos 2 minutos, Riascos cabeceou, a bola tocou na trave, na mão de Renan e sobrevoou a linha do gol. Depois de tanto apertar, o Vasco achou seu gol, com Thalles, de cabeça, aos 36. Dois minutos mais tarde, Renan tentou encaixar um recuo involuntário do zagueiro, mas acabou deixando a bola escapar. Nenê, que acompanhava o lance de perto, só rolou para as redes.

DESTAQUES

  • Secando os rivaisCom 100% de aproveitamento, o Vasco esta muito próximo de garantir sua vaga à próxima fase com duas rodadas de antecedência. Para isso, basta torcer para tropeços de Cabofriense (que pega o Botafogo) e Resende (que encara o Friburguense).
  • Ladeira abaixoApesar da boa partida, o Tigres repetiu o que fez nas quatro partidas anteriores neste Carioca: perdeu. Passadas cinco rodadas, é o único time que ainda não pontuou.

Melhores

  • Rafael Vaz, VascoDepois de decidir o clássico contra o Flamengo, Rafael Vaz foi mais uma vez impecável. Substituto do suspenso Rodrigo, cumpriu seu papel na defesa e contribuiu no ataque, levando perigo a Renan em uma falta cobrada de muito longe.
  • Nenê, VascoComo não podia deixar de ser, Nenê foi o maestro vascaíno. Se não fez sua melhor partida nesta temporada, o camisa 10 jogou com inteligência e acabou "premiado" com um gol, o seu quarto no Carioca, após falha bisonha de Renan. Suspenso, Nenê não encara o Friburguense, na quinta-feira.

Piores

  • Renan, Tigres do Brasil Renan caminhava para ser um dos melhores em campo. Até os 35 do segundo tempo, segurou o ataque do Vasco. Mas, por uma infelicidade, "entregou" o segundo gol para Nenê, após tentar encaixar um chutão do zagueiro do Tigres.

Melhores notas

  • Tigres do Brasil
  • Vasco
Avaliação
dos usuários
do Placar UOL
5
8,0
Giovanni
1
10,0
Éder Luis
 
8
6,8
Sérgio Raphael
6
9,2
Nenê

UOL Cursos Online

Todos os cursos