Aos 34, Nenê ganha pausa no Vasco após sete meses ininterruptos de futebol

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes/Vasco.com.br

    Nenê levou o terceiro cartão amarelo contra o Tigres e não enfrenta o Friburguense

    Nenê levou o terceiro cartão amarelo contra o Tigres e não enfrenta o Friburguense

Após sete meses ou 29 jogos, enfim, Nenê terá um descanso. Presente em praticamente todas as partidas do Vasco desde que estreou pelo clube - só ficou de fora do jogo da volta contra o São Paulo nas quartas da Copa do Brasil - ele será desfalque da equipe no compromisso desta quinta-feira, contra o Friburguense, às 19h, em São Januário, pelo Campeonato Carioca.

O motivo de sua ausência foi o terceiro cartão amarelo recebido no último domingo, na vitória sobre o Tigres por 2 a 0, quando marcou o segundo gol. A falta que cometeu, até certo ponto desnecessária e já no segundo tempo, foi interpretada por muitos como "forçada" para que o mesmo chegue no clássico de domingo, contra o Botafogo, "zerado". Nenê, no entanto, se esquivou de forma sem graça quando questionado sobre o tema.

"Ahn? (cinco segundos calado e rindo). Não posso falar isso (risos). Não, mas a gente tinha conversado sobre isso antes, mas ali eu fui só fazer a falta. Não pensei", desconversou à TV Globo.

Técnico da equipe, Jorginho lamentou o desfalque de Nenê, mas revelou que vai aproveitar para realizar observações contra o Friburguense, partida esta que já não tem tanta importância uma vez que, com os resultados da rodada, o Vasco garantiu a classificação à segunda fase de maneira antecipada.

"É uma coisa que iríamos enfrentar em qualquer momento. Não é bom ficar sem o Nenê, mas conseguimos os três pontos, que eram fundamentais, e podemos fazer algumas observações. Vamos tê-lo contra o Botafogo, que é fundamental", destacou.

Considerando ser "estranho" jogar sem Nenê, o lateral direito Madson deu indícios de quem pode substituí-lo:

"É um pouco estranho porque Nenê é o 10, é o líder dentro de campo, faz a ligação da defesa para o ataque, consegue dar a enfiada de bola para o Riascos, para os jogadores da frente. Mas temos jogadores que podem responder. Matheus Índio, William Barbio, Mateus Pet... Quem entrar vai dar conta. Não tenho nenhuma preferência, não. Quem vem entrando nessa equipe reserva é o Matheus Índio. Vamos esperar para ver o que o Jorginho vai fazer. "

Desde que chegou ao Cruzmaltino, os números de Nenê impressionam. Aos 34 anos, além de ter atuado em todas as partidas até aqui, fez 13 gols e participou de 70% dos tentos feitos pelo time. Neste Campeonato Carioca, dos 12 gols do Vasco, em dez ele esteve presente.
 

*Atualizada às 14h24

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos