Relâmpago! Arão supera números do Botafogo e vira xodó de Muricy no Fla

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Pedro Martins/AGIF

    Willian Arão comemora um dos quatro gols marcados pelo Flamengo na temporada

    Willian Arão comemora um dos quatro gols marcados pelo Flamengo na temporada

Willian Arão é o nome do Flamengo no começo de temporada. O volante chegou ao Rubro-negro com desconfiança de parte da torcida, mas conquistou o espaço e virou o xodó do técnico Muricy Ramalho de forma relâmpago. O camisa 5 é praticamente insubstituível e considerado pelo comandante uma peça fundamental na engrenagem.

Se o Botafogo ainda questiona a transferência para o Flamengo, Willian Arão aparenta não se importar com a polêmica e mostra evolução a cada jogo. O volante supera os números pelo Alvinegro em apenas nove partidas - dois amistosos. Já são quatro gols marcados - o último na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense -, algo que ele só conseguiu em General Severiano após 26 jogos.

Na passagem pelo Botafogo, Arão disputou 58 partidas e balançou as redes sete vezes - média de 0,12 gols/jogo. Ele recebeu sete cartões amarelos e um vermelho. Na Gávea, Arão tem média de 0,44 gols/jogo e ainda não recebeu cartões.

O camisa 5 também se destaca pelos passes e combates no meio de campo. Tudo isso o transformou no xodó de Muricy Ramalho. Arão é elogiado com frequência pelo técnico. Não é exagero afirmar que o Flamengo do treinador conta com o volante e mais dez.

"Ele é mais forte na frente do que na marcação. É um jogador muito perigoso quando vem de trás e faz gols. Hoje não cabe mais aquele volante brucutu. É um segundo volante extremamente moderno", afirmou Muricy.

Próximo de completar 24 anos, Willian Arão está em êxtase. O volante escolheu se transferir para o Flamengo com a esperança de se destacar e conquistar títulos. Ele também deixou clara a confiança no comandante para deslanchar na carreira. Por enquanto, a relação entre Arão e Flamengo é sucesso absoluto.

"Ele [Muricy] me dá liberdade para avançar e as oportunidades estão surgindo. Tenho a cabeça boa. Sei do meu potencial e do trabalho que preciso fazer. Isso tudo é com a ajuda do professor. Trabalhei com ele quando estava na base do São Paulo. Treinei algumas vezes quando ele era o técnico do profissional. O Muricy dá bronca quando precisa dar, elogia quando precisa elogiar. É um treinador sensato e que sabe equilibrar muito bem as coisas", comentou um prestigiado volante em entrevista ao Sportv.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos