Henrique defende técnico do Flu: ''Jogadores são quem fazem crise"

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Fluminense segue seu calvário no Campeonato Carioca. Nesta quarta-feira, o Tricolor foi dominado pelo Botafogo, perdeu por 2 a 0 e ficou em situação complicada no Estadual. Após sete rodadas, o time soma apenas sete pontos e ocupa a quarta colocação – somente os quatro primeiros de cada grupo avançam de fase.

A bomba, claro, estoutou no técnico Eduardo Baptista, que foi muito xingado pela torcida no estádio Kleber Andrade, no Espírito Santo. Um dos líderes do elenco, o zagueiro Henrique chamou para os jogadores a responsabilidade do momento conturbado vivido pelo Tricolor na temporada.

"Os jogadores são quem fazem as crises. Não jogamos bem novamente. Deve servir de lição para não ocorrer nos próximos jogos. Foi a mesma coisa nos dois classicos. Levamos dois gols e depois ficou complicado. Temos que corrigir os erros para não errar mais", disse Henrique.

Já Gustavo Scarpa se mostrou mais abatido. O jovem apoiador, que atuou improvisado na lateral esquerda na derrota para o Botafogo, admitiu que a situação do treinador é complicada e até mesmo já conta com a possibilidade da demissão do profissional nos próximos dias.

"Sabemos que fica uma situação delicada. Não cabe a  nós, jogadores. A decisao a será tomada e será acatada. Vamos levantar a cabeça e reagir da melhor maneira", afirmou Gustavo Scarpa.

Com apenas sete pontos e na quarta colocação do grupo a, o Fluminense volta a campo apenas na próxima quarta-feira, quando visitará o Friburguense, em Friburgo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos