Voo fretado de R$ 100 mil do Vasco fez Martín Silva "abandonar" família

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

O esforço financeiro e familiar foi recompensado. No empate em 1 a 1 entre Vasco e Flamengo, que pelas circunstâncias, foi mais favorável ao Cruzmaltino, um dos principais protagonistas foi Martín Silva, goleiro uruguaio que ganhou um voo fretado de Montevidéu, onde defendeu sua seleção nas Eliminatórias na última terça, para Brasília (DF), local do clássico carioca desta quarta-feira.

Para embarcar às pressas no jatinho avaliado em R$ 100 mil, Martín teve de deixar para trás seus parentes, no intuito de ter tempo de descansar para o jogo no estádio Mané Garrincha.

Com defesas milagrosas, principalmente no primeiro tempo em dois chutes de Guerrero na pequena área, o uruguaio relembrou as palavras de sua esposa.

"Valeu a pena, foi algo que o clube me perguntou se eu tinha disposição para viajar. Eu não queria perder um clássico, não era mais um jogo. Muito obrigado ao apoio da minha família e da minha esposa, que falou: 'Vai em frente, faz o que você gosta de fazer e seja feliz'", disse à Rádio Globo.

O goleiro também fez questão de agradecer o esforço da diretoria do Vasco para trazê-lo:

"Agradeço a confiança do clube. Não é uma época fácil para gastar esse dinheiro. Confiaram em mim e pude jogar o clássico. Essa atuação é para comissão técnica, para o time e presidente, que fez de tudo para eu estar aqui. Agora podemos comemorar", declarou.

Técnico da equipe, Jorginho enalteceu Martín Silva, mas também elogiou o reserva Jordi, que o substituiu no clássico anterior, contra o Botafogo.

"Em primeiro lugar, queria ressaltar a grande atuação do Jordi. Ele foi fantástico contra o Botafogo e demonstrou que o Vasco está muito bem servido de goleiro. Parabenizo também nossa diretoria pelo esforço tremendo. Ele (Martín) é um grande goleiro, acima da média, e eu fico muito feliz dele ter ido muito bem nos momentos decisivos. O Flamengo teve duas chances muito claras com o Guerrero e ele foi decisivo. Em alguns momentos, foi extremamente experiente e frio", avaliou.

Vasco recusou "rachar" jatinho com Flamengo

A curiosidade se deu por conta do Flamengo ter se oferecido a dividir o custo do jatinho com o Vasco para embarcar nele também o atacante Guerrero, outro que atuou pela partida das Eliminatórias em Montevidéu, mas pelo Peru. A diretoria, no entanto, se recusou e o jogador rubro-negro acabou viajando a Brasília em voo comercial.

No jogo entre uruguaios e peruanos, vencido pela seleção da casa por 1 a 0, Martín Silva foi reserva e Guerrero titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos