Jorginho elogia rival e admite "gostinho de derrota" após empate do Vasco

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Vasco saiu na frente e tinha um pênalti para 'matar' o Volta Redonda. Especialista em bola parada, Nenê desperdiçou e viu o adversário empatar o duelo, tirando a liderança da equipe – Fluminense assumiu a ponta. Além disso, o Cruzmaltino viu a classificação antecipada para a semifinal do Carioca escapar das mãos. Por tudo isso, o técnico Jorginho disse que o resultado teve "gostinho de derrota".

Mesmo admitindo uma queda de desempenho, princialmente no início do jogo, Jorginho fez questão de exaltar o trabalho apresentado pelo Volta Redonda e o promissor treinador Felipe Surian.

"O Volta Redonda é uma das equipes pequenas que está jogando um futebol maravilhoso. Quero parabenizar o Felipe, jovem treinador, que está entendendo o que tem na mão. A equipe joga com extrema velocidade no contra-ataque. A gente teve dificuldade, isso é real, mas longe de achar que estou preocupado demais. Precisamos fazer correções necessárias, observar os ânimos, ver que os erros aconteceram. Tem ideia clara daquilo que aconteceu. Continuo confiante no nosso trabalho. Continuamos invictos. O resultado fica com gostinho de derrota, mas a responsabilidade é sempre minha", disse o treinador do Vasco.

Sem poder contar com Júlio dos Santos e Jorge Henrique, Jorginho definiu Bruno Gallo e Caio Monteiro  como titulares. O primeiro não teve bom desempenho e foi sacado aos 33min do primeiro tempo para a entrada de Yago Pikachu, que teve ótimo rendimento e melhorou o time. O treinador elogiou o volante substituído e explicou a alteração.

"Existem dias que as coisas não vão bem. Tentamos corrigir isso. Quero deixar bem claro que confio plenamente no Gallo, profissional de extrema qualidade, mas eu precisava fazer alguma coisa. Não pode substituir todos os jogadores. Poderia fazer outras (mudanças) naquele momento, porque não estava conseguindo encaixar a marcação. Estavam tendo superioridade pelas laterais. Não conseguíamos fazer balanço. Quando o Yago entrou, melhorou muito. Poderia ter matado, mas acontece. Futebol é isso, apaixonante. Infelizmente, não conseguimos matar o jogo e acabamos tomando o gol de empate", pontuou Jorginho.

O Vasco volta a campo no próximo sábado, quando tentará a reabilitação diante do Madureira novamente em São Januário. Para levar a definição do campeão da Taça Guanabara para última rodada, no clássico com o Fluminense, o Cruzmaltino precisa vencer os dois duelos restantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos