'Coroas' do Flu têm dobro de idade e de gols de joias do Botafogo

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

Em momento financeiro delicado, Botafogo e Fluminense tentaram formar o melhor elenco possível com o que tinham nos cofres. O Tricolor apostou em uma fórmula antiga e de sucesso para marcar os gols da equipe. Fred (32) e Magno Alves (40), que juntos somam 72 anos, já marcaram 9 gols neste Campeonato Carioca. O Alvinegro, por sua vez, decidiu apostar nesse início de temporada em duas joias das base: Luís Henrique (18) e Ribamar (19) – eles têm, juntos, 35 anos a menos e apenas quatro gols, menos da metade que os coroas do Flu.

Fred é o principal artilheiro entre os atacantes da semifinal contra o Botafogo. Ele já estufou as redes em seis oportunidades no Estadual do Rio. Curiosamente todos os gols foram marcados nos três primeiros jogos do Carioca. Depois disso, o camisa 9 encara uma das piores secas pelo Fluminense – já são noves duelos sem balançar as redes.

Em segundo lugar aparece mais uma vez um jogador do Fluminense. Magno Alves, mesmo na condição de reserva, já marcou três gols. O experiente atacante assumiu a responsabilidade no fim da Taça Guanabara, quando Fred estava lesionado, e conseguiu fazer gols importantes para classificar o Tricolor para a segunda fase do Carioca.

''A gente se preocupa. No início da temporada e já várias decisões. A preocupação é geral. Não é diferente aqui. Comemoramos uma conquista e já vem outro jogo decisivo. Quem ganhar, leva. Temos que manter o elenco concentrado, é o nosso trabalho'", disse Levir.

Pelo lado do Botafogo, o técnico Ricardo Gomes não teve outra opção a não ser apostar nos garotos. Luis Henrique iniciou os treinamentos da pré-temporada como titular absoluto, mas viu Ribamar ter boas participações e roubar a vaga. Os dois tem se revezado no ataque, mas nenhum dos dois deslanchou a fazer gols – cada um marcou dois.

O Botafogo até está satisfeito com o desempenho dos jogadores no Carioca, mas para o Brasileiro a situação é diferente. Tanto que a diretoria já contratou o atacante Anderson Aquino e ainda procura outros atletas para a posição.

Para a semifinal deste domingo, o Botafogo precisa mais do que nunca dos atacante. Isso porque o Fluminense tem a vantagem do empate para se classificar para a final do Carioca. O treinador do Alvinegro admite dificuldades para fazer gols, mas projeta um time equilibrado, mesmo em desvantagem.

"Nosso trabalho é no dia a dia. A semana inteira foi focando no ataque. Nossa deficiência é no ultimo terço do campo. Trabalhamos isso de diversas formas. Buscamos o equilíbrio. Se sairmos para o ataque, com esse time do Fluminense, é morte certa. Temos a obrigação da vitória, mas de forma equilibrada", disse Ricardo Gomes.

Fluminense e Botafogo se enfrentam neste domingo, às 19h, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Como o Tricolor terminou a Taça Guanabara na segunda colocação e o Alvinegro em terceiro, o clube das Laranjeiras tem a vantagem do empate para avançar à decisão. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos