Vasco x Bota terá 1º teste de árbitro de vídeo. CBF quer recurso em agosto

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Jefferson Bernardes/ Agência Preview

    CBF iniciará testes de recurso de ajuda em vídeo para árbitros neste domingo

    CBF iniciará testes de recurso de ajuda em vídeo para árbitros neste domingo

O jogo entre Vasco e Botafogo neste domingo, no Maracanã, não será importante apenas para os times que entram em campo na primeira partida da decisão do Campeonato Carioca. O duelo será fundamental ainda para a CBF, que, em parceria com a Federação do Rio de Janeiro (Ferj), realizará o primeiro teste do uso de vídeo para o auxílio na arbitragem.

Aprovado em março deste ano, os testes constituem o primeiro passo para que o recurso de vídeo possa ser oficialmente utilizado em jogos. A ideia da confederação brasileira é elaborar, a partir de alguns experimentos, um relatório que será entregue a International Board (Ifab) – entidade que cuida das regras do futebol.

"É um passo muito importante que estamos dando. Por enquanto, tudo será 'offline'. É um projeto piloto. Os árbitros não terão qualquer comunicação com as pessoas que estarão do lado de fora e nem irão interferir neste jogo de domingo. Mas vamos observar possíveis lances duvidosos, ver como seria a definição. Estamos apenas testando a operação. Este é apenas o primeiro jogo. Faremos o teste em outros jogos, visando montar um documento explicando o trabalho e como ele poderá ajudar a arbitragem", explicou o diretor da Comissão de Arbitragem da CBF, Sérgio Corrêa.

No cronograma inicial, tais documentos seriam repassados ao órgão internacional no segundo semestre de 2016, para serem utilizados oficialmente em partidas a partir de 2017. A CBF, no entanto, tenta antecipar a autorização para contar com recursos de vídeo ainda nesta temporada.

"Queremos entregar estes relatórios de testes ainda no mês de maio. Eles pretendiam viabilizar para 2017, mas vamos tentar antecipar este uso já para agosto deste ano. Mostraremos que já temos as condições e os experimentos que nos permitirão fazer isso", contou Sérgio Corrêa.

Segundo o dirigente responsável pelas questões de arbitragem, a CBF cogita até mesmo marcar um amistoso para testar o sistema por completo, já com o vídeo auxiliando nas marcações.

O serviço será feito por uma empresa terceirizada, utilizando as imagens da transmissão da TV Globo, que detém os direitos televisivos dos torneios em questão. "Não é algo da Globo, é uma outra empresa. Mas utilizaremos esta empresa. Trabalharemos em parceria", disse Corrêa.

Um caminhão que receberá tais imagens e fará, no futuro, a comunicação com os árbitros já está instalado no Maracanã para a partida deste domingo.

'Briga' com a Ferj
Apesar do teste ser fruto de uma parceria do CBF com a Ferj, organizadora da final do Carioca, a situação programada para este domingo gera alguns problemas internos entre Federação e Confederação. Tudo por que o responsável pela arbitragem no Rio de Janeiro, Jorge Rabello, discorda do uso do vídeo neste momento.

"A CBF, de forma afoita, se antecipa a tudo sempre. Estão correndo sem necessidade. A tecnologia é benéfica, mas precisa ser feita de forma planejada e com calma para não ter ainda mais problemas e pressões para árbitros. Não é o caso agora. Estão errando neste ponto", criticou Rabello, desafeto da Sérgio Corrêa.

Certo ou errado, o fato é que um novo modelo de arbitragem começará a entrar em ação neste domingo. E poderá se tornar rotina nos campos brasileiros já nos próximos meses.

"Estamos com tudo pronto. Mapeamos todos os estádios que recebem grandes jogos no país. É um grande passo que estamos dando", finalizou o otimista diretor de arbitragem da CBF.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos