"O jogo já tinha acabado", diz atleta do Macaé sobre gol do Botafogo aos 52

Do UOL, em São Paulo

Assim como a participação do Botafogo na Taça Guanabara, a polêmica também não terá fim tão cedo. Autor do único gol do Macaé na derrota por 2 a 1 para o Alvinegro, Guilherme Xavier reclamou dos sete minutos de acréscimo dados pelo árbitro Rafael Martins de Sá no segundo tempo.

"O jogo já tinha acabado. É bastante triste, ainda mais pelas circunstâncias que estava o jogo. Eles colocando pressão na gente, aí tivemos a chance matar o jogo, mas o Gatito acabou fazendo uma defesa boa. Vida que segue, não vai voltar atrás", lamentou o jogador, que substituiu Romarinho, filho de Romário, no início da etapa final.

Tão logo o gol foi validado, o elenco do Macaé partiu para cima da arbitragem no círculo central. Além dos acréscimos, conferidos pelo juiz em função das constantes quedas do goleiro Milton Raphael, do próprio Macaé, o time visitante também reclama que a bola teria saído pela linha de fundo antes do cruzamento de Guilherme, que resultou no gol derradeiro de Vinícius Tanque.

O Botafogo, por sua vez, não comentou a polêmica. Os atletas se limitaram a exaltar a luta da equipe, enquanto o técnico Jair Ventura não foi confrontado com perguntas sobre a arbitragem em sua entrevista coletiva.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos