"Seria pior se adiassem o jogo", diz Scarpa sobre gramado alagado

Do UOL, em São Paulo

O meia Gustavo Scarpa, do Fluminense, defendeu a realização da partida contra a Portuguesa, neste domingo (5), pela terceira rodada do grupo C da Taça Guanabara, apesar do estado do gramado, que ficou encharcado por causa das fortes chuvas que caíram na região de Xerém, no Rio.

O campo do estádio de Los Larios mais parecia uma piscina momentos antes do início da partida, às 19h30 (de Brasília). Por isso, o árbitro do duelo, Pathrice Wallace Correa Maia, decidiu adiar o começo do jogo em 30 minutos. Funcionários da Portuguesa usavam baldes e rodos para tentar acabar com as poças de água.

"Foi um pouco desgastante vir a Xerém e ter que esperar. Seria pior se adiassem (o jogo) e amanhã chovesse novamente. E nós jogamos do jeito que tinha que ser", disse Scarpa em entrevista para o canal SporTV.

O Fluminense venceu por 3 a 0 sem grandes dificuldades. Os gols foram anotados por Henrique Dourado, Léo e Scarpa, que falou também sobre a mudança de estilo de jogo do time tricolor, que tinha Levir Culpi como técnico em 2016 e contratou Abel Braga para este ano.

"Cada treinador tem a sua maneira de trabalhar. O Abel tem um estilo diferente da do Levir. Não que seja melhor ou pior. O Abel é um cara experiente e a galera comprou a ideia dele. Estamos no caminho certo", afirmou Scarpa.

Com 100% de aproveitamento na Taça Guanabara, o Fluminense tem nove pontos e lidera o grupo C com três pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Vasco, que também neste domingo bateu o Resende, por 2 a 1, em São Januário. O time tricolor está muito perto da classificação para a semifinal.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos