No retorno a São Januário, Vasco vence de virada pela Taça Guanabara

Do UOL, em São Paulo

Mesmo sem mostrar um grande futebol, o Vasco conseguiu neste domingo (5) a sua segunda vitória na Taça Guanabara ao derrotar o Resende por 2 a 1, de virada, em São Januário, pela terceira rodada do grupo C da competição.

Com o resultado, o time treinado pelo técnico Cristóvão Borges chegou aos seis pontos e está na segunda posição na tabela, atrás apenas do Fluminense. O Resende, por sua vez, tem apenas um ponto e divide a última colocação da chave com o Bangu.

Os gols da partida foram marcados por Kiros, para os visitantes, e Escudero e Thalles, para a equipe da casa.

Na quarta rodada, que acontece no próximo fim de semana, o Vasco visita o Volta Redonda, enquanto o Resende joga contra Portuguesa, também fora de casa.

SEVERINO SILVA/AGÊNCIA O DIA/ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores do Vasco comemoram um gol contra o Resende
De volta para casa

A partida marcou o retorno do Vasco a São Januário. O time não jogava na sua casa há quase três meses. O último jogo havia sido no dia 8 de novembro do ano passado (empate por 1 a 1 contra o Luverdense, pela Série B do Campeonato Brasileiro). O estádio, que completará 90 anos em 2017, passou por reformas neste período.

Blitz inicial do Resende

Mesmo longe dos seus domínios, o Resende se sentiu em casa no início da partida. Com jogadas rápidas, o time visitante teve três chances reais de gol nos primeiros nove minutos.

Na primeira, logo com um minuto de jogo, Kiros aproveitou um erro de Alan e parou em Martín Silva. Aos sete minutos, o goleiro vascaíno trabalhou bem novamente ao defender um chute de Jhulliam. Aos nove minutos, porém, não teve jeito. Muriel cruzou da direita e Kiros, de cabeça, abriu o placar.

Nos pés de Nenê

Depois do gol, o ímpeto do Resende diminuiu. O time se fechou na defesa à espera de um contra-ataque. O Vasco, por sua vez, tomou as rédeas da partida. As principais jogadas saíam dos pés de Nenê. Ele cruzava, batia falta, finalizava e chamava o jogo. Porém, não conseguiu um chute capaz de vencer o goleiro Arthur.

A melhor oportunidade para o Vasco no primeiro tempo surgiu aos 30 minutos. Nenê cobrou uma falta e a bola sobrou para Guilherme, que, sozinho na área, chutou por cima da baliza.

Mudanças e o empate

No intervalo, Cristóvão fez duas mudanças. Tirou Rodrigo e Evander e colocou Rafael Marques e Jean. E logo aos dois minutos do segundo tempo, o Vasco conseguiu o empate. Pela direita, Nenê rolou para Pikachu, que cruzou rasteiro para Escudero só empurrar para as redes.

Trave e resposta

Aos oito minutos, o time da casa teve uma grande chance para virar a partida. E novamente nos pés de Nenê. O jogador cobrou uma falta na entrada da área e acertou a trave. Aos 17 minutos, Jhulliam respondeu com muito perigo. Ele aproveitou um cruzamento e, sozinho, cabeceou. A bola passou muito perto da trave de Martín Silva.

A virada

O Vasco caiu de ritmo no fim do jogo, mas, mesmo assim, conseguiu a vitória. Aos 40 minutos, Muriqui cruzou da direita e Thalles, de primeira, chutou para o gol e decretou o triunfo dos mandantes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos