Flu extravasa contra críticos após título e sobra até para José Aldo

Do UOL, em São Paulo

Depois de conquistar a Taça Guanabara nos pênaltis em clássico sofrido contra o Flamengo, os jogadores do Fluminense aproveitaram para rebater os críticos da equipe. Sem citar nomes, atletas e até mesmo o técnico Abel Braga afirmaram que a conquista seria uma resposta a comentários feitos anteriormente.

"Eu estou muito feliz. Desde que saí daqui, me criticaram, mas consegui provar para mim mesmo que posso vestir essa camisa, posso honrar o clube. Estive no título do Brasileiro de 2010, mas joguei pouco. Hoje estou aqui ajudando. Agora não pode deixar cair, é continuar nessa sequência boa", afirmou Wellington Silva, autor do primeiro gol, em entrevista à Rede Globo.

Júlio César defendeu um pênalti fundamental, mas dividiu o mérito entre todos e engrossou o coro sobre as críticas: "é um trabalho de análise e todo mundo colaborou. É um mérito que tem que ser dividido entre todos. Falaram muitas coisas desse grupo, passamos por críticas, mas agora Deus está nos coroando com esse título", comemorou.

O técnico Abel Braga também desabafou: "a emoção é de agradecimento e resposta. Passei um ano em casa por opção minha. Falaram bobagem. É só o 23º título, desculpa. Feliz da vida. Chego duas horas antes do treino. É uma satisfação de estar com esses caras. Felicidade pura".

Sobrou até mesmo para o lutador de MMA José Aldo, torcedor do Flamengo e que teria feito provocações antes do clássico. "Agora é só comemorar. Mandar abraço pro José Aldo, do MMA", disse Richarlison.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos