Opinião diferente rende confusão e agressão em torcida do Flu

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Sportv

Um torcedor do Fluminense acabou agredido neste domingo (5) durante o clássico com o Flamengo. O curioso é que o ataque veio de um também torcedor do Tricolor das Laranjeiras, tudo por causa uma divergência em opiniões.

O contador Hudson Santana teve o braço deslocado depois de falar que o Fluminense, que conquistou a Taça Guanabara nos pênaltis após um empate por 3 a 3 no tempo regulamentar, jogou melhor. O agressor não concordou com a colocação de Santana e partiu para a agressão.

"O problema comigo foi que eu falei que o Fluminense jogou bem, e o cara disse que o Fluminense jogou mal. E de repente, fala uma coisa que o cara não gosta, e aí começa a pancadaria. O cara me jogou no chão, começou a me chutar. Foi ruim, foi ruim, mas eu nunca vou deixar de vir ao jogo por causa do Fluminense", disse Hudson em entrevista ao Sportv.

O clássico Fla-Flu passou por vários problemas antes mesmo do apito inicial por causa justamente da violência. Durante a semana ficou decidido que o confronto teria torcida única, mas na sexta-feira a Justiça do Rio emitiu um efeito suspensivo à proibição de ambas torcidas.

"A realidade é que não é questão de torcida única ou mista, é de educação. A nossa sociedade não tem educação, nosso povo não é um povo educado. Infelizmente a situação é essa. Gostaria muito de poder vir aqui e torcer à vontade pelo meu Fluminense e todo mundo que é Vasco, Flamengo, Botafogo, torcer à vontade. Mas o problema não é só esse", falou o torcedor agredido.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos