Jair destaca criatividade do Botafogo: "Destaque do Vasco foi o goleiro"

Do UOL, em São Paulo

O placar sem gols no clássico entre Vasco da Gama e Botafogo, neste domingo (19), pode ser considerado mentiroso. As chances criadas de parte a parte foram muitas, e o time de General Severiano por pouco não saiu vencedor. Foi isso que o técnico Jair Ventura exaltou em sua entrevista coletiva.

"Foi um jogo difícil, um clássico equilibrado. Mas, pelos indicadores, o Botafogo foi melhor. Mais posse de bola, mais cruzamentos, finalizações. Na minha opinião, o grande destaque do Vasco foi o goleiro", avalia o treinador botafoguense, enxergando evolução sem se mostrar satisfeito pelo 0 a 0. "Não estou feliz pelo resultado, queríamos vencer, fomos superiores, mas não vencemos; Vasco é uma equipe qualificada", pondera.

O Botafogo chutou 13 bolas durante o clássico, sendo quatro finalizações corretas – o Vasco teve nove chances. A principal oportunidade botafoguense foi no pé direito de Rodrigo Pimpão, que foi lançado em profundidade por Sassá e ficou cara a cara com Martín Silva, mas bateu fraco e viu o volante Jean afastar.

"Tivemos muitas chances, mas não fizemos o gol. O Pimpão tem muito crédito, é o nosso artilheiro do ano. Ele acabou tendo a bola do jogo, mas perdeu, paciência. Quando não cria, liga o sinal de alerta; mas nesse caso é ter paciência e ser mais cirúrgico na última bola", aponta Jair Ventura, que tem três dias de trabalho antes de o Botafogo receber o Fluminense no Estádio Nilton Santos, na quinta-feira (23).

"O time criou bastante, nós fomos superiores, mas não vencemos. Não estamos na zona de classificação, mas foi um clássico. Vamos treinar para enfrentar a forte equipe do Fluminense", finaliza o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos