Terno, terço e muitas anotações: o estilo Milton Mendes no Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

Com apenas quatro dias no Vasco, Milton Mendes ainda está em processo de conhecimento do grupo e de transmissão de filosofia de trabalho. Mas já percebe-se que seu estilo é para lá de peculiar.

Adepto de terno e gravata mesmo com as altas temperaturas do início de ano no Rio de Janeiro, o novo treinador cruz-maltino também chama a atenção por suas incessantes anotações em pedaços de papel e sua fervorosa fé, já que não larga do terço durante os 90 minutos da partida.

O terno

Paulo Fernandes / Facebook do Vasco

O estilão impecável de paletó Milton Mendes já carrega desde o início da carreira como treinador. Questionado sobre o jeito de se vestir em sua apresentação no Vasco, o técnico não titubeou:

"Eu gosto de usar um blazer e uma roupa mais adequada".

As anotações

Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

O treinador carrega alguns pedaços de papel onde anota suas observações durante os 90 minutos da partida. As anotações também se estendem para as entrevistas coletivas, quando costuma perguntar e escrever o nome do jornalista que está indagando-o.

"Tento ter uma aproximação das pessoas, desde que elas saibam o seu limite. Penso que vamos estar muitas vezes juntos (com os jornalistas). Vamos nos encontrar diariamente e, se tivermos uma relação humana boa, será mais fácil. Queria dizer que se vocês forem corretos e sérios, também receberão isso. Eu gosto muito disso. Podemos divergir de ideias e opiniões, mas sempre no âmbito de respeito. Vocês respeitam o lado de cá e a gente respeita o lado de vocês. Aproximação sempre, desde que com limites", disse na apresentação.

A fé na palma da mão

Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Milton Mendes segura em suas mãos um terço durante toda a partida, guardando-o no bolso do paletó somente quando vai dar instruções a algum jogador à beira do campo. O estilo religioso combina com o do presidente vascaíno Eurico Miranda, seu velho conhecido, que costuma frequentar missas católicas e dar folga geral ao clube nas Sextas-Feiras Santas.

Em São Januário, há também uma pequena capela atrás de um dos gols - onde o ex-presidente e atacante Roberto Dinamite se casou - e na sala de imprensa há uma santa que fica em cima da mesa das entrevistas coletivas.

Estilo disciplinador

JORGE RODRIGUES/ELEVEN/ESTADÃO CONTEÚDO

Diferentemente de seu antecessor Cristóvão Borges, que era mais sereno e quieto, Milton Mendes costuma ser mais enérgico e disciplinador:

"Se eu fosse me avaliar e dar minhas características, diria que sou um treinador que gosto da disciplina. Tenho alguns pontos que orientam minha vida profissional e familiar. O comprometimento para mim é o mais importante. Os jogadores que entenderem que comprometimento é trabalho, vão render mais. Temos que trabalhar correndo e muito. Mais que o adversário. Eu defini linhas de conduta para minha vida. Claro que existem grupos e grupos. Tem grupos que você tem que agir de formas diferentes. Alguns você tem que agir de forma enérgica". 

Esperançoso

Flickr do Vasco

Após estrear com o pé direito vencendo o Madureira nesta quarta-feira (22) em São Januário, Milton Mendes demonstrou estar otimista com a equipe do Vasco nesta temporada:

"Estou essencialmente orgulhoso por ter esses meninos como meus comandados e dizer que fiquei muito feliz e esperançado com um futuro risonho para nós". 

Padrão Uefa

O novo treinador do Vasco é um dos poucos do Brasil a possuir os quatro níveis do curso da Uefa para técnicos.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos