Em dia de reencontro com Loco Abreu, Botafogo vence o Bangu por 2 a 0

Do UOL, no Rio de Janeiro

Em situação delicada na tabela do Campeonato Carioca, o Botafogo conseguiu um importante triunfo diante do Bangu, atual clube do uruguaio Loco Abreu, um dos maiores ídolos recentes do Botafogo.

Com gols do camaronês Joel e de Sassá, o Alvinegro está na terceira posição do Grupo B, com sete pontos. O resultado deixa a equipe de Jair Ventura ainda vivo na briga por uma vaga às semifinais da Taça Rio.

Apesar da vitória, o Botafogo fez um jogo pouco inspirado em Bangu. Sem muita aproximação entre os homens de meio e de frente, muito poucas oportunidades foram criadas.

Como só volta a jogar a Copa Libertadores em abril, o Botafogo tem mais duas rodadas para avançar na competição estadual. Na próxima rodada, a equipe encara a Portuguesa, quinta-feira, às 19h30, em Los Larios.

AO ATAQUE

Com a necessidade da vitória, o Botafogo foi a campo com uma proposta mais ousada do que a habitual. Jair Ventura abriu mão da já tradicional trinca de volantes e mandou a campo Joel, Montillo e Pimpão para sufocar o Bangu. Ainda que o Alvinegro não tenha feito um jogo brilhante, a proposta funcionou, já que o Bangu pouco saiu ao ataque e não levou maior perigo. O time tomou maiores cuidados defensivos após um cartão vermelho mudar os planos iniciais...

INFANTIL

Por conta de duas entradas de força desproporcional, o atacante Rodrigo Pimpão foi expulso aos 35 da etapa inicial. A expulsão foi tão justa que nem a torcida do Botafogo perdoou o camisa 10, que deixou o gramado sob os protestos dos alvinegros presentes.

GOL ESTRANGEIRO 

O camaronês Joel, enfim, marcou com a camisa do Botafogo. Contratado no início do ano, ele ainda não tinha balançado a rede. Aos 19 do primeiro tempo, ele aproveitou rebote do goleiro Marcio e chutou para abrir a contagem em Moça Bonita. Apesar do gol salvador, Joel, assim como todo o time, fez um jogo para lá de apagado.

SASSÁ APROVEITA

O atacante Sassá entrou em campo apenas no segundo tempo e conseguiu deixar sua marca. Em um momento em que o Bangu criava mais perigo e o Botafogo estava mais desgastado fisicamente, ele aproveitou pênalti cometido pelo goleiro, que derrubou Fernandes dentro da área. O gol freou o ímpeto banguense e resolvei a parada a favor dos visitantes.

LOCO EM CENA

Todas as atenções estiveram voltadas para o uruguaio Loco Abreu em Bangu. Aos 40 anos, o atacante, que fez história com a camisa alvinegra, teve atuação discreta em Bangu. A rigor, o camisa 113 só teve uma boa oportunidade de marcar, mas foi parado pelo jovem Saulo.  Com 41 gols, ele é até hoje o maior artilheiro do Estádio Nilton Santos.

BANGU MIL GRAUS

O verão já foi embora, mas o calor de Bangu, bairro tido como o mais quente do Rio de Janeiro, segue forte. Neste domingo, os termômetros marcavam 35 graus durante a partida entre Bangu e Botafogo.

VIDA DE TORCEDOR

Sem poder dirigir o time à beira do campo, Jair Ventura esteve presente em Moça Bonita. Para acompanhar o jogo mais de perto, o treinador dispensou o camarote e viu  partida bem pertinho do campo, a poucos metros de distância do banco de reservas alvinegro.

PÉ DIREITO

Com a expulsão de Jair Ventura na partida contra o Fluminense,  o auxiliar Emilio Faro assumiu o comando da equipe em Moça Bonita. Em seu primeiro compromisso como "técnico", Faro estreou com vitória.

BANGU 0 X 2 BOTAFOGO

Local: Moça Bonita, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 26/03/17
Árbitro:  Alexandre Tavares
Auxiliares:  Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Daniel de Oliveira Alves Pereira
Público/Renda: 
Cartão amarelo: Rodrigo Pimpão, Victor Luis, Roger, Fernandes (Botafogo), Daniel Damião, João Guilherme, Bruno Luiz, Thiaguinho (Bangu)
Cartão vermelho: Rodrigo Pimpão (Botafogo)
Gol: Joel, aos 19 min do primeiro tempo, Sassá, aos 41 minutos do segundo tempo

BANGU: Márcio, Daniel Damião (Bruno Luiz), João Guilherme, Anderson Penna e Guilherme; Rafael Henriques, Bruno Bêra, Thiaguinho e Raphael Augusto; Matheus Pimenta (Leandro Chaves) e Loco Abreu. Técnico: Roberto Fernandes

BOTAFOGO: Saulo, Marcinho, Renan  Fonseca , Igor Rabello e Victor Luis; Rodrigo Lindoso, João Paulo e Montillo (Fernandes); Joel (Guilherme), Roger (Sassá) e Rodrigo Pimpão. Técnico: Jair Ventura
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos