Renê insinua ajuda deliberada da arbitragem ao Vasco diante do Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro

Indignado com a marcação do pênalti que resultou no gol de empate do Vasco, o lateral-esquerdo Renê insinuou que o juiz Luiz Antonio Silva Santos ajudou deliberadamente o rival.

Na saída de campo, o jogador reiterou que a bola bateu em sua barriga e reclamou da arbitragem

"Eu acho que ele marcou porque ele queria que os caras fizessem o gol. Se essa bola bateu na minha mão, eu não quero mais jogar futebol na minha vida. Só espero que ele tenha a coragem de me pedir desculpas", desabafou.

O zagueiro Rafael Vaz também reclamou da interferência da arbitragem e disse que o lance devia ter sido marcado pelo assistente.

"A bola foi na barriga, todo mundo viu. Ele é ser humano, ele pode errar, só que é mais bonito corrigir o erro. A bola bateu na barriga, o auxiliar podia ter falado pra ele. Apensar do Flamengo já estar classificado, é clássico ele não pode interferir assim", disse Vaz.

Já classificado à semifinal da Taça Rio, o Flamengo visita o Volta Redonda na próxima rodada.
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos