Por que Montillo e Camilo ainda não brilharam juntos no Botafogo?

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vitor Silva/SSPress/Botafogo

    Tem jeito? Montillo e Camilo ainda não brilharam juntos com a camisa do Botafogo

    Tem jeito? Montillo e Camilo ainda não brilharam juntos com a camisa do Botafogo

Principal reforço do Botafogo, Montillo chegou ao time para dividir espaço com um dos principais jogadores do elenco: Camilo. Ambos desempenham a mesma função e com características bem semelhantes, tornando a missão do técnico Jair Ventura um tanto quanto difícil. Nesta quinta, às 19h30, o Alvinegro encara a Portuguesa, em Los Larios.

A maior dificuldade é na composição defensiva, justamente um dos trunfos do Botafogo do ano passado que teve arrancada no Brasileiro e se classificou para a Libertadores. Sem a bola, o Alvinegro se arma com duas linhas de quatro, com dois jogadores na sobra.

Na temporada passada, Camilo e Sassá sobravam. O camisa 10 ficava livre para atacar, o que não ocorre após a chegada de Montillo. Agora é o argentino que se junta a Roger (que barrou Sassá) fora da linha de quatro.

Camilo, portanto, precisa se juntar a Rodrigo Pimpão, Bruno Silva e Airton para manter a organização defensiva. Dessa forma, o camisa 10 tem se desgastado muito na marcação e, consequentemente, não tem demonstrado a mesma desenvoltura quando tem a bola nos pés.

O problema maior é que, além de sacrificar Camilo, o novo esquema do Botafogo não conta com um Montillo inspirado. O argentino até mostrou bons momentos com a camisa do Alvinegro, mas, até o momento, não encheu os olhos dos torcedores.

Devido ao desgaste deste início de temporada, Jair Ventura tem realizado alguns testes no time. Fernandes, João Paulo, Rodrigo Lindoso e Matheus Fernandes são opções que fariam de maneira mais eficiente a composição defensiva na vaga de Camilo, que fica disponível para assumir a posição onde brilhou em 2016.

Para isso, no entanto, Montillo teria que ser deslocado. Mas para onde? Pimpão é um dos principais destaques do atual time. Além de compor bem defensivamente tem feito gols importantes. Sobraria para Roger (ou Sassá), improvisando o argentino mais adiantado.

"A gente continua trabalhando sempre no melhor momento dos atletas. Aquele que fez um bom jogo ou entrou bem vai sempre passando à frente. É uma eterna luta entre eles, disputa por posição. Oportunidades servem para isso, dar uma olhada dentro do jogo, que é diferente em dos treinos. Quem foi bem tem chance maior de iniciar. A gente tomou decisão em cima disso", disse Jair Ventura.

PORTUGUESA X BOTAFOGO

Data e hora: 30/03/2017, quinta-feira, às 19h30 (horário de Brasília)
Local: Estádio de Los Lários, em Xerém (Rio de Janeiro)
Árbitro:João Batista de Arruda
Auxiliares: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Dibert Pedrosa Moisés

PORTUGUESA
Luciano; Belarmino, Marcão, Rodrigo e Diego Maia; Adriano, Muniz, Maicon Assis e Willian Amendoim; Romarinho e Allan
Técnico: João Carlos Ângelo

BOTAFOGO
Gatito; Marcinho, Renan Fonseca, Emerson Silva e Victro Luis; Airton, Bruno Silva, Camilo e Rodrigo Pimpão; Montillo e Roger
Técnico: Jair Ventura

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos