Novo ano ou reflexo de 2017? Botafogo inicia temporada com vaias

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

Após grande desempenho na Libertadores, o Botafogo viu 2017 se encerrar de maneira triste ao ficar fora da zona de classificação para a Libertadores. A revolta da torcida ficou ainda maior com o tropeço logo na estreia do Campeonato Carioca – empatou por 2 a 2 com a Portuguesa, após estar perdendo por 2 a 0. As vaias da última temporada se mantiveram para a atual.

A falta de paciência dos botafoguenses com o time estava clara. Evidentemente que começar perdendo com gol aos 10min de jogo contribuiu para isso. Rodrigo Pimpão, assim como ocorreu na reta final, foi quem mais sofreu nesse aspecto e foi vaiado ao ser substituído.

A pergunta que fica é: a insatisfação da torcida se deve pela queda de rendimento do ano passado ou pelo início de temporada com tropeço na estreia? Autor do gol que impediu a derrota para a Portuguesa, Marcos Vinicius não tem dúvida.

"Acho que é mais por causa do ano passado, quando não conseguimos o objetivo da Libertadores. A torcida está chateada. Só vamos poder reverter dentro de campo. Com gols e vitórias, eles voltam para o nosso lado", disse o apoiador. "Sabíamos que teríamos dificuldades na parte física neste primeiro momento. Eles treinam a mais tempo. O que valeu foi a entrega até o fim e o ponto que conseguimos", completou Marcos Vinícius.

"O torcedor ainda está angustiado. Joguei mais de 50 jogos e houve o desgaste, não pode ser desculpa. O que passou, passou. É um novo ano. Quero me dedicar e dar muita alegria a essa torcida", acrescentou Rodrigo Pimpão.

E se o tropeço na estreia do Carioca deixou ainda mais dúvidas sobre o time, o Botafogo terá uma dura missão pela frente. Isso porque a equipe volta a campo no sábado, quando terá o clássico com o Fluminense pela frente.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos