Botafogo sofre, mas Rodrigo Pimpão decide em vitória sobre o Bangu

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Botafogo começou a partida a toda velocidade, deu sinais de que resolveria o jogo com maior tranquilidade, mas o time teve de suar muito a camisa para vencer o Bangu por 1 a 0, no Nilton Santos, com gol de Rodrigo Pimpão, aos 10 do segundo tempo.

Apesar do adversário ter jogado em seu limite, o Botafogo mereceu a vitória em sua casa, embora tenha corrido alguns riscos que poderiam ter complicado a vida alvinegra.

Com 9 pontos ganhos, o Bota divide com o Fluminense a ponta do Grupo C da Taça Rio. Com apenas três, o Bangu viu uma vaga para a semifinal ficar mais distante. Na próxima rodada, o Bota encara o Volta Redonda. Já o Alvirrubro visita o Boavista.

Equilíbrio

Com absoluto domínio do território, o Botafogo foi senhor da partida nos primeiros minutos. Não fosse por um gol de Kieza mal anulado, o Bota já teria aberto o placar logo aos dois minutos.

Em cima do Bangu o tempo todo, o Alvinegro colecionou chances com Valencia, Ezequiel, Marcinho e Kieza, mas os donos da casa não conseguiram converter as oportunidades em gols, ainda que não tenha faltado disposição em campo.

Sem muita alternativa até então, o Bangu igualou um pouco as ações após a parada técnica. Sem conceder muitos espaços adversário, o time da zona oeste teve boas chances com Michel e Everton Sena. Na melhor delas, Tássio não alcançou a bola e ficou a centímetros de marcar. 

Acuado, o Botafogo tentou se reorganizar e quase abriu a contagem em boa virada de João Paulo. Sem gols, os alguns dos poucos torcedores que foram ao estádio vaiaram o time na ida para o vestiário.

Pimpão decide

Com o placar em branco, Botafogo e Bangu voltaram dispostos para a etapa final, e Jairinho assustou Gatito nos primeiros minutos de bola rolando.

Substituto do contestado Leo Valencia, Marcos Vinícius entrou bem e mudou um pouco a cara alvinegra em campo. Após bom lançamento, Rodrigo Pimpão cortou e bateu no ângulo do goleiro banguense. Na comemoração, "embala neném" em homenagem a Manuela, a filhinha que está por vir.

O gol tornou o jogo ainda mais franco e  Bangu não se abateu com a adversidade no marcador. Jairinho, mais uma vez, e Michel, após um lindo voleio, estiveram perto de empatar a partida para os visitantes, que não desistiram um só minuto.

Já desgastadas, as duas equipes afrouxaram a marcação e faltou um pouco mais de capricho na hora de concluir em gol. Com chances desperdiçadas de parte a parte, o jogo seguiu aberto até o apito final de Rodrigo Nunes de Sá, para alegria e alívio da torcida alvinegra.

Estreantes relacionados

Contratados recentemente pelo Botafogo, o volante Marcelo e o zagueiro Yago foram relacionados pela primeira vez. Os dois começaram no banco de reservas e Marcelo teve a chance de atuar nos últimos 10 minutos de partida.

Casal em campo

Parceiros em casa, o árbitro Rodrigo Nunes de Sá e a auxiliar Andréa Izaura Mafra Marcelino de Sá também formam uma parceria nas quatro linhas. Escalados para trabalhar em Botafogo x Bangu, marido e mulher atuaram juntos no Nilton Santos.

Entrada franca

Por conta do Dia Internacional da Mulher, o Botafogo reservou 5 gratuidades para cada sócio que quisesse levar alvinegras ao jogo. Apesar da promoção, a resposta não foi das melhores, já que apenas 1.978 pessoas estiveram no Nilton Santos.

Homenagem

Antes de a bola rolar, o jovem Ezequiel participou de uma ação promovida pelo Botafogo. Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, o jogador distribuiu rosas para algumas torcedoras que foram ao estádio. O momento foi registrado nas redes do clube.

BOTAFOGO X BANGU

Data e hora: 06/03/2018, às 21h30 (horário de Brasília)
Local: Nilton Santos (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro:  Rodrigo Nunes de Sá
Auxiliares: Andréa Izaura Mafra Marcelino de Sá e Lilian da Silva Fernandes Bruno
Cartões amarelos: Marcos Júnior, Tássio, Leonardo Jesus, Marquinhos, Oliveira (BAN); Marcelo (BOT)
Cartões vermelhos: - 
Gols: Rodrigo Pimpão, aos 10 minutos do segundo tempo

BOTAFOGO
Gatito; Marcinho, Benevenuto, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, João Paulo e Leo Valencia (Marcos Vinícius); Ezequiel (Marcelo), Rodrigo Pimpão (Luiz Fernando) e Kieza. Técnico: Alberto Valentim

BANGU
Célio Gabriel, Valdir, Michel, Oliveira e Leonardo Jesus (Guilherme); Marcos Júnior, Magno, Everton Sena e Éberson (Luiz Henrique); Marquinhos e Tássio (Jairinho). Técnico: Alfredo Sampaio

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos