Carpegiani filosofa após derrota do Flamengo e vaias da torcida

Do UOL, no Rio de Janeiro

Experiente, o técnico Paulo César Carpegiani se apresentou reflexivo na entrevista coletiva após a derrota por 1 a 0 para o Macaé, neste sábado, no estádio Moacyrzão (RJ). O treinador lamentou as chances perdidas pelo Rubro-Negro, que resultaram em vaias da torcida e gritos de "time sem vergonha" ao fim da partida.

"Infelizmente o jogo nos escapou da mão, tínhamos tudo para ter vencido. Levamos o gol e, infelizmente, o jogo se inverteu. Gostei muito da equipe no primeiro tempo. Criou bastante. Tínhamos o total controle do jogo. Tem coisas que você aprende no futebol. Quando você tem o jogo na mão e não consegue o gol, você pode sofrer", filosofou.

O treinador aproveitou para explicar a substituição de Lucas Paquetá no intervalo. O jovem é um dos destaques rubro-negros na temporada.

"Estava indo bem, mas o campo estava muito fofo. Poderia deixar mais 15 minutos em campo? Sim. Mas poderia atrapalhar o nosso planejamento. Estava programado saírem Jonas e Paquetá. Infelizmente tiveram que sair", disse.

O Rubro-Negro agora volta todas as suas atenções para o compromisso da próxima quarta-feira, quando enfrenta o Emelec, em Guaiaquil (EQU), pela segunda rodada da Copa Libertadores. Na estreia, o time do técnico Paulo César Carpegiani ficou apenas no empate por 2 a 2 com o River Plate (ARG) em jogo de portões fechados no estádio Nilton Santos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos