Vasco vence o Bota, e outros resultados garantem dupla nas semis do Carioca

Do UOL, no Rio de Janeiro

Em um clássico de pouco futebol mas de muita emoção, venceu o time melhor organizado e mais bem disposto em campo. Com gols de Riascos, Andrés Ríos e Paulinho [Rodrigo Lindoso e Brenner descontaram], o Vasco bateu o Botafogo por 3 a 2,  resultado que garantiu cruz-maltinos e alvinegros nas semifinais da Taça Rio e do Campeonato Carioca. Para seguir na disputa pelo título do returno, o Bota contou com uma mãozinha do rival Flamengo, que venceu a Portuguesa por 4 a 0.

Na próxima semana, Vasco e Botafogo voltam a se enfrentar. Na outra semi, Flamengo e Fluminense jogam por um lugar na decisão. O técnico Alberto Valentim deixou o campo lamentando a perda de João Paulo, que fraturou a tíbia e a fíbula após entrada de Rildo. 

Vasco na frente

Vasco e Botafogo fizeram um clássico de muita pegada, marcação, mas de muito pouco futebol durante os primeiros 45 minutos de bola rolando no Estádio Nilton Santos. Com duas equipes sem muita criatividade, os dois times tiveram dificuldade de furar os bloqueios impostos por ambas equipes.

Um pouco melhor organizado, o Vasco teve um pouco mais de presença ofensiva, o que foi suficiente para levar o time à vitória parcial. Sem participação efetiva de seus laterais e meias, o Botafogo foi um time sem imaginação e que não incomodou o Vasco em momento algum.

A superioridade vascaína se materializou aos 37 minutos, quando Ríos cruzou pelo lado direito e Riascos, de letra, abriu a contagem na casa alvinegra. O gol animou o Cruz-maltino, que seguiu ocupando mais os espaços do seu campo de ataque. Se no toque estava complicado, o Botafogo teve sua melhor chance em uma jogada aérea. Aos 41 minutos, Igor Rabello resvalou uma bola cruzada e Martín Silva salvou a única conclusão perigosa do rival. 

Já nos acréscimos, o Vasco aproveitou a gentileza da zaga alvinegra para marcar seu segundo gol. Dentro da área, Ríos recebeu com muito espaço e soltou uma bomba indefensável para o goleiro paraguaio. 

Coisa feia

Logo aos 2 minutos, Rildo levantou o pé em uma dividida com João Paulo, que levou a pior. O alvinegro foi substituído e deixou o campo com fraturas na tíbia e na fíbula. Apesar dos protestos botafoguenses, o vascaíno foi punido apenas com o cartão amarelo pelo árbitro Leonardo Garcia Cavaleiro. Com problema no ombro, Rildo deixou o campo aos 18 do primeiro tempo.

Bota reage

Ao contrário do espetáculo sonolento da etapa inicial, o segundo tempo foi bem mais agitado e elétrico no Nilton Santos. Com o Botafogo ameaçado na tabela, a equipe de Alberto Valentim foi com tudo para cima do adversário.

Logo aos cinco, Rodrigo Lindoso converteu pênalti de Wellington em Marcos Vinícius, o que tornou o jogo mais franco. A um gol da vaga na semifinal da Taça Rio, o Alvinegro foi para o ataque e correu riscos atrás, em especial do lado direito de sua defesa.

Mas a entrega botafoguense acabou recompensada em campo. Marcinho fez bom cruzamento, Brenner subiu mais alto que Paulão e cabeceou para deixar tudo igual. A partida ficou totalmente aberta e Paulinho, que melhorou o rendimento vascaíno, terminou o jogo como o grande herói. Aos 38, Pikachu cruzou rasteiro e o jovem só tocou para selar a vitória vascaína. Beneficiado pelo triunfo do Flamengo sobre a Portuguesa, o Botafogo deixou o campo derrotado, mas respirou aliviado com a vaga.

Pikachu 100

Contratado em dezembro de 2015, o lateral Yago Pikachu completou 100 jogos com a camisa vascaína. Pelo clube, o paraense levantou os Cariocas de 2015 e 2016. A data não passou batida e a TV oficial do clube divulgou um material com o jogador

Bebeto homenageado

Ex-presidente do Botafogo por dois mandatos, Bebeto de Freitas foi lembrado no uniforme alvinegro esta tarde. A camisa do Botafogo [toda preta] recebeu uma aplicação de uma imagem de um jogador de vôlei e os anos de nascimento e morte do ilustre torcedor.

Lembrança

Antes de a bola rolar, funcionários do Vasco deram uma volta no gramado com uma faixa com os seguintes dizeres: "Somos todos Marielle e Anderson". A vereadora e seu motorista foram assassinados a tiros quando retornavam de um evento na Lapa, zona central do Rio.

De novo

Nem mesmo um clássico decisivo foi capaz de tirar o torcedor de Vasco e Botafogo de casa. Neste domingo, apenas 12.647  torcedores estiveram no Nilton Santos, uma realidade que já virou rotina no Campeonato Carioca

BOTAFOGO X VASCO

Local: Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 16h (horário de Brasília)
Árbitro: Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ)
Auxiliares: Silbert Faria Sisquim e Daniel Espírito Santo Parro 
Cartões amarelos: Rildo, Wellington, Martín Silva, Henrique (VAS); Brenner (BOT)
Cartões vermelhos: 
Gols:  Riascos, aos 37, Ríos, aos 46 minutos do primeiro tempo; Rodrigo Lindoso, aos 5, Brenner, aos 22, e Paulinho, aos 38 minutos do segundo tempo

Botafogo
Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, João Paulo (Marcelo), Marcos Vinícius (Rodrigo Pimpão) e Leonardo Valencia; Ezequiel (Luiz Fernando) e Brenner. Técnico: Alberto Valentim
Vasco
Martín Silva, Yago Pikachu, Paulão, Erazo e Henrique (Fabricio); Desábato, Wellington, Evander e  Rildo (Paulinho); Andrés Rios e Riascos (Wagner). Técnico: Zé Ricardo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos