Sem Copa do Brasil, Taça Rio vira combustível para Flu renascer no ano

Leo Burlá

Do UOL, no Rio de Janeiro

A eliminação precoce na Copa do Brasil não constava nem nos planos mais pessimistas da cúpula tricolor, mas a queda para o Avaí fez com que o Fluminense redirecionasse todas suas forças para o Carioca.

Sem a possibilidade de embolsar uma boa bolada na competição nacional, o Flu também viu uma das possibilidades de ir para a Libertadores do ano que vem escapar pelos dedos. Sem tempo para lamentar, a ordem nas Laranjeiras é renascer a partir da competição local.

Na próxima quinta-feira, o Tricolor encara o rival Flamengo, às 20h, no Nilton Santos, em jogo válido pela semifinal da Taça Rio. Ainda que uma possível conquista não traga maiores benefícios financeiros e esportivos, o troféu ganhou mais valor no Flu, que sabe o poder de transformação que uma vitória sobre o maior rival tem.

"Independentemente do adversário que viesse, a dificuldade seria muito grande. A previsão que fazemos é que vamos procurar chegar sempre em primeiro. É o que vamos tentar fazer na quinta-feira, vamos tentar chegar na final", afirmou Abel Braga.

Sobre mais um Fla-Flu, o treinador ressaltou que as equipes se conhecem muito bem, mas reconheceu que todo encontro entre os rivais é sempre "especial". Como mandou um time recheado de reservas no empate por 1 a 1 contra a Cabofriense, Abel vai com força máxima na quinta.

"Agora é preparar o pessoal. Já estão mais do que preparados, não é? São Fla-Flus demais nos últimos tempos e a dificuldade é sempre grande para os dois lados", comentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos