Topo

Futebol


Fla vive expectativa para que dupla de R$ 1,2 mi faça diferença por título

Gilvan de Souza/Flamengo
Everton Ribeiro (E) e Diego são referências do Flamengo, mas devem boas atuações Imagem: Gilvan de Souza/Flamengo

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

2018-03-25T04:00:00

25/03/2018 04h00

Clube mais popular do país, o Flamengo lida desde sempre com a pressão por resultados. Não seria diferente em uma fase de investimentos milionários. É assim que o Rubro-negro chega na semifinal do Campeonato Carioca por conta da considerável diferença para Botafogo, Fluminense e Vasco. O adversário ainda será definido, mas uma coisa é certa. A expectativa para que a dupla Diego e Everton Ribeiro faça a diferença em busca do título da competição.

Juntos, eles recebem cerca de R$ 1,2 milhão por mês. Mas desde o ano passado a torcida espera que brilhem em momentos decisivos. Isso ainda não aconteceu. Os dois, inclusive, têm sido absolutamente tímidos em 2018.

Everton Ribeiro fez apenas um gol em 11 jogos, enquanto Diego marcou duas vezes em dez partidas disputadas. Independentemente de colocarem a bola na rede, os dois apresentam rendimento bem distante do esperado.

Faltam passes em profundidade, criação de jogadas e até o drible capaz de abrir a defesa adversária e facilitar a chegada ao gol. Diego e Everton Ribeiro estão entre os jogadores mais relevantes e bem pagos do elenco. Por conta disso, a cobrança da torcida só aumenta.

“Acredito que é preciso ter certa paciência quando enfrentamos uma equipe com 11 jogadores atrás da linha da bola. Se forçarmos muito, erramos. Nem que o time chegue menos, mas que seja com eficiência. O nosso objetivo é finalizar tendo a posse de bola. Precisamos encontrar esse balanço”, disse Diego, após o empate por 1 a 1 com o Fluminense.

O Campeonato Carioca está longe de ser a prioridade da temporada. Perdê-lo, porém, não será nem um pouco bem visto nos bastidores, principalmente por conta da superioridade do Flamengo em relação aos rivais no aspecto do investimento para a formatação do elenco.

Em um ano decisivo para a gestão e no qual se espera grandes títulos, os jogadores de referência serão fundamentais. É isso o que o Flamengo e sua torcida querem ver já na reta final do Campeonato Carioca.

Mais Futebol